Play – Donkey Kong Country: Tropical Freeze

A análise ao jogo para Nintendo Switch.

Não, não é um caso de dejá vu! O jogo de plataformas Donkey Kong Country: Tropical Freeze já tinha sido lançado há quatro anos para a Wii U. Tal como acontece com outros remakes foi feita uma actualização dos gráficos, mas o jogo em si é basicamente o mesmo da versão original.
Donkey Kong refeito para Switch também permite que dois jogadores participem ao mesmo tempo, cada um com o seu Joy-Con. Uma novidade é o modo de dificuldade ‘Funky Kong’ que permite ao jogador respirar sem limites debaixo de água, dá mais corações e deixa saltar níveis se estiverem a ser difíceis. No entanto, não há hipótese de se mudar o nível de dificuldade a meio do jogo, o que pode gerar alguma frustração.

Donkey Kong Country: Tropical Freeze tem alguns problemas de inconsistência, principalmente ao nível do esquema de comandos que é, por vezes, complicado demais para permitir a fluidez de movimentos entre obstáculos. Tudo isto é amplificado pelo tamanho e pela proximidade dos botões dos comandos da Switch. Por exemplo, Donkey Kong não corre: em vez disso, quando se prime um dos botões do comando, ele rebola, à lá Sonic. Mas não se consegue manter esse movimento durante muito tempo, o que dificulta bastante o cálculo de saltos, quando é necessário um pouco mais de velocidade.

Outra coisa que dificulta um pouco o jogo é a duplicação de funções de algumas teclas. Por exemplo, a que faz rolar Kong é a mesma que é usada para bater com os punhos no chão para o partir e fazer aparecer objectos escondidos. Mas, para o conseguir, terá de estar parado; se estiver em movimento, Kong rola.

Apesar disto tudo, Donkey Kong tem níveis graficamente ricos e variados. O nível de dificuldade não é linear, uma vez que existem zonas facílimas e outras em que se morre vezes demais, principalmente pela confusão dos comandos.

Os companheiros que Kong pode apanhar durante a aventura trazem alguma diversidade à forma de jogar, quanto mais não seja por permitirem chegar a sítios a que, sozinho, o nosso gorila não consegue.

Ponto final

Donkey Kong Country: Tropical Freeze é um exemplo de um remake que foi algo desperdiçado. A Nintendo podia ter sido um pouco mais ambiciosa e ter aproveitado para refinar um pouco mais este jogo. Vale pelos níveis e pelos companheiros de Kong.

+ Níveis
– Controlos
– Igual ao original

Gráficos: 8
Som: 8
Jogabilidade: 7
Longevidade: 7
Nota final: 7,5

Editora: Nintendo
Distribuidora: Nintendo
Site: Nintendo.pt
Plataformas: Nintendo Switch
Preço: €59,99

Categorias
AnálisesJogos

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link