Google Wifi - PCGuia

Google Wifi

Depois de analisar as ofertas de Wifi Mesh da D-Link e da Tenda, chega agora a vez do Google Wifi que fez a sua estreia em Portugal há semanas.
Google-Wifi

Antes de mais, para quem não está a par, as redes Wi-fi ‘Mesh’ (mesh=malha) não são um novo tipo de rede sem fios, mas sim uma aplicação um pouco mais evoluída das normas wifi que já existem e são completamente compatíveis com todos os dispositivos wi-fi existentes.

Estes sistemas fazem uma gestão mais apurada da distribuição do sinal pelo local onde estão instaladas, através de vários repetidores de forma a eliminar os pontos mortos da rede. O sistema sabe exactamente que dispositivo Wi-fi está ligado a que repetidor e ajusta o sinal para que a ligação à rede seja sempre a melhor.

Ao contrário dos routers tradicionais, que são configurados através da utilização de um browser, para se aceder à interface de gestão, nestas redes, toda a gestão é feita normalmente através de uma aplicação que serve para todas as tarefas. Mas já lá vamos.

Uma coisa que tem de ter em atenção quando quiser utilizar uma destas redes na sua casa, é que terá de escolher entre a que já tem (normalmente controlada pelo router do operador) e a mesh. Não é que as duas não possam coexistir, mas quanto maior for o ruído electrónico que estiver presente, menor será a qualidade da ligação, logo a velocidade. Infelizmente, a grande maioria dos kits mesh não permitem a integração da rede já existente com a mesh.

O Google Wifi

O Google Wifi é um kit mesh que pode ser adquirido individualmente, ou em conjuntos, até um máximo de três unidades. Os dispositivos em si são pequenos cilindros brancos que fazem lembrar recipientes de plástico, daqueles que servem para guardar os restos do jantar de ontem no frigorífico.

Ao longo da parte exterior está uma ranhura que tem um LED de brilho regulável, que serve para indicar o estado da ligação de cada dispositivo. Na parte de baixo, estão duas entradas RJ-45 para a ligação ao router e para ligar a um computador, impressora ou a outro Google Wifi (se quiser estabelecer uma ligação física entre cada um dos elementos da rede mesh). A alimentação de cada dispositivo é feita através de uma entrada USB-Type C que também está na parte de baixo.

Google Wifi Fundo

As entradas de um Google wifi.

Quando estiver no processo de instalar e configurar o sistema pode escolher um dos dispositivos ao acaso para ser o principal. O que controla o funcionamento da rede. Dentro da caixa está também um cabo de rede que serve para ligar o dispositivo principal ao router do operador.

Como disse no inicio, é necessária uma aplicação para pôr tudo a funcionar, por isso, antes de começar a fazer a configuração há que descarregá-la para o smartphone ou tablet. Neste caso, a aplicação chama-se Google Wifi e está disponível gratuitamente para Android e iOS nas respectivas lojas de aplicações.

A Google recomenda que os dispositivos sejam instalados pelo menos com uma divisão de separação para que o sinal de cada um não se sobreponha muito.

O primeiro passo é ligar o dispositivo principal a uma porta livre no router e depois à corrente. Active a app e ela começa logo o processo de configuração, depois do primeiro dispositivo ser detectado, pode usar a mesma app para digitalizar um código QR que está num autocolante na parte de baixo. Isto serve para simplificar o processo de configuração. Depois terá de dar um nome à sua rede e atribuir-lhe uma password. Quando terminar o processo de configuração do primeiro, pode passar aos seguintes. O processo de configuração dos seguintes é simples porque a app liga-os automaticamente à rede que criou anteriormente.

Pelo meio a aplicação vai testando a velocidade e ligação para se certificar que está tudo ligado e posicionado correctamente.

Depois de tudo ligado e configurado é só começar a utilizar a nova rede Wifi. Não se esqueça que terá de ligar os seus dispositivos à rede sem fios outra vez. Ou seja, detectar a nova rede e inserir a password que definiu.

O processo de instalação é facílimo e tudo acaba em menos de 20 minutos.

A aplicação também permite ver o consumo de largura de banda da ligação em tempo real.

Mas (há sempre um “mas”), a facilidade tem um preço: a quantidade de opções de configuração que o hardware de rede mesh oferece é sempre menor que no tradicional. Tudo é automático. A Google colocou o ênfase na facilidade de configuração e utilização e menos na versatilidade.

Ainda assim, existem um conjunto de funcionalidades interessantes, como a possibilidade de se criar um grupo a que a Google chama ‘Family Wi-Fi’ que permite atribuir horários de acesso à Internet a certos dispositivos. Por exemplo, pode limitar o acesso à Internet dos dispositivos dos mais novos durante os dias de aulas.

A análise de qualidade das ligações entre os pontos.

Existe também uma firewall que limita o acesso a determinados sites com conteúdo que não queira ver.

Também pode atribuir prioridade a certos dispositivos durante um determinado espaço de tempo definido por si, até um máximo de 4 horas.

Por fim, pode criar uma rede sem fios para convidados para que não tenha de dar a sua password de Wifi a todas as pessoas que vão a sua casa.

Vale a pena?

Em minha casa tenho alguns pontos em que a qualidade da ligação da rede sem fios é baixa. Após a instalação do Google Wifi esses pontos deixaram de existir, toda a casa ficou com acesso à rede. Já a velocidade é outra história.

O meu acesso à Internet é feito através de uma ligação de fibra do Meo com uma velocidade máxima gigabit (bom… todos sabemos que aquilo nunca funciona mesmo a gigabit, mas anda suficientemente perto). O router é o Fiber Gateway da Altice, que tem aquela coisa irritante de mesmo quando se desliga o Wifi, ele não o desliga realmente. Porque apesar da rede Wifi do cliente se desligar, o ponto de acesso Meo Wifi fica sempre a funcionar e é necessário fazer uma chamada para lá para eles desligarem-no remotamente. Enfim…

Adiante…

A aplicação inclui um medidor de velocidade que serve para aferir a velocidade da ligação do dispositivo principal à rede e a velocidade de comunicação entre os componentes mesh.

A velocidade de ligação à Internet é medida directamente no dispositivo que está ligado ao router e é expressa em Mbps, a medição de velocidade entre dispositivos é apresentada qualitativamente (Fraca, Boa, Muito boa). Se quiser medir a velocidade real em cada um dos seus dispositivos terá de utilizar um serviço como Speedtest, Fast (da Netflix) ou algo parecido.

As minhas medições conseguiram valores próximos dos 200 Mbps em todos os dispositivos.

Veredicto

Este sistema mesh da Google oferece a possibilidade de se ter Wifi sem problemas em qualquer parte da casa. Como se vende à unidade, o utilizador tem a vantagem de conseguir adaptar o sistema à área da casa em vez de ser obrigado a comprar sempre três de cada vez. Como acontece com outras marcas.

Para alguns utilizadores mais avançados, a falta de possibilidades de configuração mais avançadas pode ser um ponto contra. Mas para quem quiser um sistema Wifi fácil de instalar e que funciona este Google Wifi é uma opção a considerar.


Loja Google

Preço (online): €130 (uma unidade), €359 (três unidades)

Também disponível em lojas físicas.

 


Ficha técnica

Normas wifi: IEEE 802.11a/b/g/n/ac, AC1200 2×2 Wave 2 Wi-Fi (mesh expansível; dual-band 2.4GHz e 5GHz, TX beamforming); Bluetooth Smart
Processador: CPU Quad-core ARM CPU a 710MHz
Memória: 512MB RAM
Armazenamento: 4GB eMMC flash
Beamforming: Implícito e explícito para as bandas 2,4 e 5GHz
Entradas: 2 x Gigabit Ethernet
Dimensões: 106,1 x 68,7mm
Peso: 340g
Google Wifi
8.7
Google Wifi
Gostámos
  • Facilidade de configuração
  • Simplicidade
  • Funciona
A rever
  • Poucas possibilidades de configuração avançada
  • Funcionalidades
    8
  • Experiência de utilização
    9
  • Preço/qualidade
    9
Categorias
PeriféricosReviews

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS