Como impedir que o Facebook divulgue os seus dados pessoais

Este pequeno guia mostra-lhe como pode evitar que o Facebook partilhe os seus dados, ou os dos seus amigos, através de jogos, sites, jogos ou aplicações.
Facebook-Site

As auditorias de segurança são males necessários na nossa vida digital. Muitas organizações já foram hackeadas levando à divulgação de dados de milhões de pessoas. Tirando o hack feito ao LinkedIn em 2016 em que foram roubados os dados de mais de 164 milhões de utilizadores, as redes sociais, até agora, têm conseguido resistir aos ataques dos hackers. Neste caso, como no de outros serviços que usa diariamente, parte da responsabilidade pela segurança dos seus dados é sua. E há que os manter seguros.

O que aconteceu recentemente ao Facebook, que tem andado pelas notícias, não foi uma intrusão na plataforma da rede social no sentido tradicional do termo. Os dados dos utilizadores foram recolhidos por uma pessoa que alegou que estaria a fazer um estudo, o que era permitido naquele momento pelos termos de utilização do Facebook. O problema é que a aplicação desenvolvida para recolher esses dados também recolheu informação da rede de contactos dos utilizadores originais. Toda essa informação foi passada a uma empresa de estudos de mercado chamada Cambridge Analytica. Isso já não estava de acordo com os termos de utilização do Facebook e os responsáveis pela rede social ordenaram à Cambridge Analytica para destruir esses dados. A empresa jura que os dados foram destruídos, mas fontes anónimas da empresa dizem que esses dados ainda existem. O certo é que os dados recolhidos foram usados para influenciar os eleitores nas eleições presidenciais americanas de 2016, que deram a vitória a Donald Trump, e no referendo do Brexit.

Apesar do choque que isto causou dentro da estrutura da rede social, a verdade é que eles ganham muito dinheiro à custa da manipulação desses dados e da sua utilização para ajudar a vender produtos através do direccionamento mais ou menos exacto das mensagens publicitárias dentro da rede.

No entanto, o Facebook permite aos utilizadores definirem algumas restrições à forma como os seus dados são utilizados. Mas existem aqui algumas dificuldades porque as ferramentas que eles colocam à disposição dos utilizadores para o fazer não estão logo à vista dos utilizadores e algumas limitam a forma como se pode interagir com a rede. Mas se não quiser apagar a sua conta de vez, estes procedimentos podem dar-lhe alguma segurança enquanto o Facebook não altera a regras.

Aceda às definições das apps

Aplicações do Facebook

O ecrã de edição de aplicações do Facebook.

Para chegar às definições das aplicações do Facebook aceda a ‘Definições’ e depois clique em ‘Apps’. No smartphone aceda ao menu, depois ‘Definições’, ‘definições de conta’, faça scroll até ‘Apps’.

Anule as aplicações que estão ligadas à sua conta

Eliminar aplicações

Na página das definições das apps, em ‘Com sessão iniciada no Facebook’, clique em ‘Mostrar todas’. Aqui começa a ter uma ideia de quantas aplicações é que têm acesso à sua conta e, por isso, aos seus dados. O mais triste é que todas as aplicações que jamais usou no Facebook têm acesso aos dados da sua conta independentemente se as usou ontem ou se já nãos as usa há mais de 2 anos…

Para remover aplicações da conta, leve o apontador do rato para cima do ícone e clique no ‘X’ que aparece à direita. Se quiser voltar a usar essa aplicação terá de voltar a dar-lhe permissão para usar a sua conta.

Editar as aplicações

Editar aplicações no Facebook

Pode editar o acesso que as aplicações têm à sua informação pessoal.

Se não quiser remover as aplicações da sua conta, pode editar o seu nível de acesso de cada uma. Pode, por exemplo, alterar o funcionamento de uma aplicação para que as suas publicações sejam vistas apenas por si ou apenas pelos seus amigos. Para o fazer clique no lápis que aparece ao pé do botão para as remover. Terá é de fazer isto uma a uma porque não há forma de alterar várias de uma só vez.

Editar ou remover aplicações na aplicação para smartphone

Editar aplicações do Facebook no smartphone

Na aplicação para iOS ou Android, enquanto está no ecrã ‘Aplicações e sites’, toque em ‘Com sessão iniciada como Facebook’. De seguida aparece uma lista semelhante à do site. A lista está organizada por aplicações que partilham com o público em geral e por aplicações que apenas partilham informação com os amigos. Toque em cima de cada uma para alterar a forma como a informação é partilhada, ou faça scroll até ao fundo para remover essa aplicação. Se já removeu aplicações através do site eles também desaparecem na lista da aplicação móvel.

A solução final

Se quiser usar um método mais radical e impedir o Facebook de partilha informação faça o seguinte: no site procure a opção ‘Aplicações, sites e plug-ins’, clique em ‘Editar’. De seguida vai aparecer uma janela com o título ‘Desligar a plataforma’.

Sem plataforma

Desligar a plataforma

Esta é uma solução drástica. Se clicar em ‘Desligar a plataforma’, o Facebook irá ficar impedido de se ligar a sites externos usando as suas credenciais. Isto impacta a facilidade de utilização porque impede que faça a autenticação automática em jogos, serviços e sites usando o Facebook, incluindo sites que usem o Facebook como sistema de comentários aos artigos. Também não conseguirá partilhar informação com amigos através de aplicações ou fazer qualquer tipo de personalização. Quaisquer aplicações que estejam a usar as credencias do Facebook vão desliga-lo automaticamente. Se quiser fazer isto na aplicação móvel toque em ‘Plataforma’, ‘Editar’ e em ‘Desligar plataforma’ na secção ‘Apps’.

Limitar as aplicações

 

Uma opção mais limitada passa por controlar apenas os dados pessoais que podem ser lidos e partilhados. Para o fazer aceda ao Facebook num computador e clique na caixa ‘Editar’ em ‘Aplicações que outros utilizam’ no ecrã ‘Definições das aplicações’.

Informação nas aplicações que outros usam

apps que os outros usam

Qualquer informação pessoa que tenha gravada no Facebook pode ser utilizada pelos seus amigos quando acedem a aplicações e sites de terceiros. Por exemplo a plataforma dá acesso a informação como a data de nascimento em jogos. O que, convenhamos, não é propriamente importante quando se está a tentar eliminar um oponente numa batalha encarniçada. Pode usar este ecrã para limitar a quantidade de informação que está disponível a terceiros. Para limitar o acesso à informação limpe as caixas.

No final clique em ‘Guardar’.

Leia as instruções

Politica de dados

Em 2016 o Facebook publicou um documento chamado Facebook Data Policy, ou Política de dados do Facebook, que explica como a rede social trata os dados pessoais.

Categorias
DicasGuia completo

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link