Kaspersky Lab: jogo online é lucrativo para os hackers

Segundo a Kaspersky Lab, acredita-se que a audiência de jogos online esteja neste momento entre os 2,2 e os 2,6 mil milhões e com perspectivas de aumentar.

Esta indústria, dominada por plataformas como o Steam, PlayStation Network e Xbox Live, está a tornar-se um alvo clássico para os hackers que procuram atacar operações online e obter acesso a informações como palavras-passe e dados bancários.

Com mais de metade da população a jogar online regularmente, os hackers têm agora um conjunto de novos alvos. Os ataques podem ter graves consequências para as vítimas, como por exemplo: exposição dos seus dados pessoais, perder o acesso aos seus jogos favoritos (quer temporária quer permanentemente), ao seu perfil de jogo e, até mesmo, ao dinheiro que eventualmente investiram.

Dos utilizadores que experienciaram uma tentativa ou um ataque bem-sucedido a uma das suas contas online, 14% identificou a sua conta de jogo como alvo principal do ataque. De acordo com o estudo, 38% destas vítimas não consegue restaurar rapidamente os detalhes das suas contas de jogo quando perdidas.

Os jogos estão cada vez mais presentes na vida de muitas pessoas, sendo o smartphone um dos dispositivos de preferência para jogar online.

Apesar dos dispositivos móveis não serem totalmente seguros, 18% das pessoas utiliza o Wi-Fi público para aceder às suas contas de jogo e 49% dos portugueses admite não ter qualquer precaução de segurança adicional quando utiliza redes públicas, o que «os expõe a grandes riscos de segurança».

Este perigo «aumenta quando apenas 6% dos inquiridos elege a sua conta de jogo como uma das três que necessita de uma palavra-passe mais forte».

Via Kaspersky Lab.

Exit mobile version