AnálisesJogos

Play – Injustice 2

Injustice 2

Cinco anos depois, está de volta a porrada da boa entre heróis da DC!

Eu sou daquelas pessoas naïves que não percebe por que raio é que super-heróis têm de lutar entre eles. Com tantos vilões para dar cabo do canastro, os egos de Batman e Super-Homem, só para falar dos principais, têm sempre de redundar em lutas entre dois agentes do bem. Este jogo com as personagens da DC é a sequela de Gods Among Us (2013) e faz-nos aterrar num universo onde o homem-morcego quer restabelecer a ordem mundial, depois de o regime liderado pelo Super-Homem ter caído.

É quando a identidade secreta de Bruce Wayne tenta apanhar os cacos da sociedade dividida e desfeita por confrontos entre o bem e o mal, que se dá a chegada de um novo vilão à Terra: Brainiac, um dos principais antagonistas do homem de aço.

Parece cinema!

O modo de história de Injustice dá voltas e mais voltas, e tanto assumimos o papel de heróis como de vilões. Contudo, estamos sempre do lado da equipa criada por Batman contra a The Society, encabeçada por Gorilla Grodd, o principal servo de Brainiac na Terra.

E este modo tem mesmo uma das tramas mais bem conseguidas em jogos do género, apoiada por diálogos e cinematics excelentes que quase parecem ter sido tiradas de um filme. O voice acting e os gráficos, sobretudo o das caras dos heróis é do melhor que já vimos em qualquer tipo de jogo, mesmo nos chamados triple AAA.

Facilidade de dominar

A jogabilidade segue pelo mesmo caminho e é uma das melhores no seu género, se não mesmo a melhor, superando a de Mortal Kombat X e ficando a anos-luz de Street Fighter V, um dos grandes flops de títulos de luta dos últimos anos. Há combos para fazer que são bastante fáceis de executar e uns novos supermoves para usar, onde basta carregar em L2 e R2 (na PS4, versão testada) para os pôr em prática.

Aliás, este é um jogo onde a curva de aprendizagem é bastante curta – basta passar uma hora a jogar no modo de Treino para dominar minimamente todos os golpes e técnicas de um lutador. O “pior” (no sentido figurado, claro) é que há 28 para escolher, mais uns quantos que se podem obter em formato DLC.

Injustice 2

Loot, muito loot

Além da história principal, este é um jogo que vive, e muito, dos modos on-line (cuidado, não entre aqui sem treinar bastante, pois os adversários são, de forma geral, bastante fortes) e de um chamado Multiverse. Este é um dos mais desafiantes que já tivemos a oportunidade de experimentar, dentro do género, onde temos vários planetas Terra com desafios para cumprir e objectivos que é preciso completar; para os conseguir, vamos ter pela frente várias séries de combates onde se sucedem adversários.

Ainda no campo das novidades, o jogo ganha uma dimensão extraordinária pela sua componente de RPG. Aqui, podemos usar loot conseguido em combate para melhorar os nossos heróis, o que melhora os seus poderes, bem como as capacidades de ataque e defesa.

Ponto final

Apesar de o modo de história poder ser completado numa hora, o jogo vive além disso: os modos on-line vão ocupar-nos durante muito tempo e Gear System vai fazer-nos querer lutar sempre mais para ganhar upgrades para os heróis. Actualmente, é o melhor jogo do seu género à venda.

+ Gráficos
+ História
– Longevidade
– Jogabilidade

Gráficos: 9
Som: 9
Jogabilidade: 9
Longevidade: 9
Nota final: 9

Editora: NetherRealm Studios
Distribuidora: Upload Distribution
Plataforma: PS4, Xbox One, Android, iOS
Site: injustice.com
Preço: €59,99

Se gostou deste título recomendamos:
Mortal Kombat X, Injustice: Gods Among Us, Street Fighter V

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×