Três configurações para jogar à séria

Quer jogar mais em 2017? Apresentamos-lhe três configurações, dependendo das diferentes possibilidades de carteira, para que jogue mesmo à séria. Na sua secretária, com o seu computador pessoal, pode...

Quer jogar mais em 2017? Apresentamos-lhe três configurações, dependendo das diferentes possibilidades de carteira, para que jogue mesmo à séria. Na sua secretária, com o seu computador pessoal, pode criar o ambiente perfeito com todo o tipo de acessórios e periféricos para tirar melhor partido dos jogos, sejam eles de acção, FPS (First Person Shooter), estratégia ou simuladores.

Este são, ao mesmo tempo, os tipos de jogos onde o computador pessoal continua a ser a plataforma preferida pelos jogadores e a melhor adaptada. Para lhe demonstrar como é possível criar um PC indicado para este tipo de jogos sem que isso implique leva-lo à falência pessoal, vamos criar três configurações específicas, com valores limite distintos.

Configuração Low Cost (<500 euros)

cm-elite-342-sub-500

Para correr jogos multiplayer menos exigentes como FPS (Overwatch, Counter-Strike: Global Offensive ou Team Fortress 2) ou MMOS (World of Warcraft e League of Legends), poderá criar um computador relativamente acessível. Apesar de se tratarem de títulos que puxam menos pelo PC, isso não significa que poderá dispensar o uso de uma placa gráfica dedicada em detrimento de uma integrada. Felizmente, tanto a AMD, como a Nvidia, lançaram recentemente modelos muito acessíveis que oferecem todo o desempenho que precisa para este tipo de jogos, como a Nvidia GeForce GTX 1050 e a AMD Radeon RX 460.

De resto, a configuração terá de cumprir certos requisitos, como uma boa quantidade de memória – pelo menos 8 GB. Aqui recomendamos o recurso a dois módulos de 4 GB para tirar partido do sistema de duplo canal de comunicação dos chipsets e processadores Intel mais recentes. É este o caso da configuração aqui indicada, com processador Core i3-6100 a 3,8 GHz e uma motherboard Asus com chipset Intel H110M.

Por se tratar de uma máquina para jogos pouco exigentes, optámos pelo uso de um disco rígido mecânico, visto que os SSD ainda têm uma relação preço/capacidade pouco atraente para uma configuração, como esta, que pretende ser inferior a 500 euros.

Componente Modelo Preço médio (abaixo 500€)
Caixa Cooler Master Elite 342 35 euros
Motherboard Asus H110M-Plus D3 69 euros
Processador Intel Core i3 6100 3,8GHz 119 euros
Memória Kingston HyperX Fury 2x4GB DDR3-1866 MHz 56 euros
Placa Gráfica MSI Radeon RX 460 OC 4GB 136 euros
Fonte de Alimentação 1Life Jet 500W ATX 15 euros
Armazenamento WD Blue 1TB SATA 52 euros
Total 482 euros
Configuração para Desempenho < 1000 euros

cm-cm590-iii-com-janela-ate-1000

Embora a anterior configuração seja capaz de surpreender em jogos menos exigentes, o mesmo não vai acontecer em títulos mais exigentes, como Battlefield 1, Grand Theft Auto V, Far Cry Primal ou The Division. Estes exigem uma plataforma capaz de lidar com maior poder de processamento, não só em termos de CPU, como de placa gráfica, especialmente se desejarmos correr com todas as definições máximas activadas.

Aqui, a nossa escolha para processador recai num Intel Core i5 6500 com quatro núcleos que funcionam a 3,2 GHz, podendo os mesmos funcionar até 3,6 GHz, utilizando o modo Turbo. Visto tratar-se de um equipamento para jogar, optámos por uma caixa Cooler Master com um painel frontal em forma de grelha, e com janela de acrílico lateral, o que permite vislumbrar o seu interior. Esta solução permitiu que tirássemos partido dos componentes escolhidos, como a motherboard MSI da série Gaming Pro com a sua iluminação LED encarnada, juntamente com o dissipador Cooler Master Hyper 212 LED e a placa gráfica MSI da série Gaming, também ela com iluminação LED personalizável. Podemos até atribuir-lhe o mesmo vermelho dos restantes elementos, conferindo assim ao equipamento um visual bastante atraente.

O facto de termos optado por um processador de gama média alta, em vez de um modelo mais potente, deveu-se à necessidade de pouparmos dinheiro para poder escolher um modelo superior para a placa gráfica, tendo a escolha recaído na MSI Radeon RX 480 Gaming X 8 GB, que conta com um dissipador de maior débito e overclock de origem. Esta placa permitirá correr todos os jogos a uma resolução FullHD 1080p, com todas as definições activadas ao máximo, como os filtros AntiAliasing.

Componente Modelo Preço médio
Caixa Cooler Master CM590 III com Janela 55 euros
Motherboard MSI B150A Gaming M3 109 euros
Processador Intel Core i5 6500 3,2GHz 209 euros
Dissipador Cooler Master Hyper 212 LED 39 euros
Memória Kingston HyperX Fury 2x8GB DDR4-2133 MHz 99 euros
Placa Gráfica MSI Radeon RX 480 Gaming X 8GB 309 euros
Fonte de Alimentação Corsair VS550W 49 euros
Armazenamento SSD Samsung 750 EVO 250GB SATA 69 euros
Armazenamento WD Blue 1TB SATA 7200 rpm 55 euros
Total 993 euros
Configuração Hardcore (<5000)

cm-mastercase-maker-5-hardcore

Se, para si, o ‘céu é o limite’, então as possibilidades para criar a máquina ideal para jogar são inúmeras, embora nem todas elas valham a pena. Veja-se o exemplo Intel Core i7-6950X Extreme Edition, que, embora seja considerado o melhor processador do mercado, não significa que seja o ideal para correr jogos. Assim, a escolha mais indicada é o Intel Core i7-6700K, não só em termos de desempenho, como em termos de custos: 350 euros, contra os quase 2000 do Core i7-6950X.

Se a isto juntarmos o custo adicional da motherboard, que tende a ser 100 euros mais cara que um modelo equiparável com chipset Z170, bem como da memória (que, no caso do modelo mais dispendiosos, requer o uso de quatro módulos de memória iguais, para tirar partido do sistema de quádruplo canal de comunicação), a diferença de preço entre as plataformas aumenta de forma assustadora, mas sem que isso represente um aumento de desempenho face à solução mais acessível.

Porém, se poupar um pouco na plataforma até pode representar um acréscimo de desempenho em termos de jogos (para quem precisa de uma workstation, o Core i7-6950X é uma excelente escolha), o mesmo não se pode dizer nas placas gráficas, especialmente se quiser jogar a uma resolução Ultra HD 4K (3840 x 2160) ou UltraWide QHD (3440 x 1440). Para tal é recomendável a escolha de duas placas gráficas em SLI, de preferência os modelos topo de gama da Nvidia, que são igualmente as placas gráficas mais poderosas do mercado. Aqui a escolha é óbvia, duas Asus GeForce GTX 1080 Strix 8 GB OC. O resto do sistema será equipado com componentes de topo que tirem partido do excelente desempenho da plataforma.

Componente Modelo Preço Médio
Processador Intel Core i7-6700K 4,0 GHz 350€
Dissipador Corsair Hydro H115i 150€
Motherboard Asus Maximus VIII Formula 360€
Memória Gskill Trident Z DDR4 3200 MHz 2×16 GB 290€
Placa Gráfica Asus GeForce GTX 1080 Strix 8GB OC 820€
Placa Gráfica Asus GeForce GTX 1080 Strix 8GB OC 820€
Acessório SLI Nvidia GeForce GTX SLI HB Bridge 50€
Caixa Cooler Master MasterCase Maker 5 250€
Fonte de Alimentação Corsair AX 1200i Full Modular 370€
Armazenamento Toshiba OCZ RD400 1TB 660€
Armazenamento Toshiba OCZ RD400 1TB 660€
Total 4780€
Categorias
Dicas

Editor da revista PCGuia, com mais de 10 anos no mercado de publicações tecnológicas. Grande adepto de tudo o que seja tecnológico, ficção científica e quatro rodas.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link