Review – Wiko Upulse

Se gostava de ter um smartphone com um ecrã grande, mas tem um orçamento limitado, talvez o novo Wiko Upulse o consiga convencer.
Wiko_U-PULSE_black

À primeira vista, as dimensões do novo Wiko Upulse dão a entender tratar-se de mais um terminal com uma grande bateria. Mas desengane-se: esta tem apenas 3000 mAh, ou seja, esqueça mais que um dia de utilização intensiva do equipamento.

Em termos de design, este Wiko surpreende pela qualidade de construção e dos materiais usados, como o painel traseiro em metal escovado, que evita possíveis quedas por escorregar das mãos, como acontece com os modelos com painel de vidro.

A localização do sensor de impressões digitais está óptima, sendo este bastante preciso, embora algo lento no processo de desbloqueio do ecrã. A lentidão foi ainda sentida noutras situações, como na abertura de certas apps, fruto do desempenho limitado do processador MediaTek utilizado.

Felizmente os 3 GB de memória RAM e o sistema operativo actualizado (Android 7.0 Nougat) acabam por disfarçar parte das limitações desse processador.

Ecrã grande e brilhante
As grandes dimensões deste Wiko devem-se ao enorme ecrã usado, um painel do tipo IPS com 5,5 polegadas. Para manter os custos baixos, a Wiko utilizou um painel de resolução HD, o que corresponde a uma baixa densidade: apenas 267 pontos por polegada.

Ainda assim, este ecrã surpreende pela fiel reprodução das cores e elevados ângulos de visualização, culpa da tecnologia IPS, bem como pelo elevado brilho gerado pelo mesmo, com um total de 500 nits, o que permite uma visualização sem problemas em plena luz do dia; mas prepare-se para ver a autonomia da bateria descer de forma significativa.

Contudo, é inquestionável que a dimensão do ecrã e a boa qualidade de imagem reproduzida tornam este Wiko um terminal muito interessante para quem o pretenda usar para reprodução de vídeos.

Super Pixel
Outro elemento de destaque do Upulse é o sensor traseiro Sony IMX135 de 13 MP. Este tem um eficaz modo de captura de imagem em modo automático e um modo profissional, que permite ajustar parâmetros como a sensibilidade ISO, saturação, exposição e outros.

Depois, temos o Super Pixel. Este sistema permite captar diversas fotografias de alta resolução que irão criar, através de um sistema de sobreposição das mesmas, uma imagem com 52 MP.

O resultado é uma imagem que permite guardar significativamente mais detalhe que nos modos tradicionais, sendo possível efectuar zoom à imagem e criar um recorte, sem perda de definição e resolução.

O mais curioso é que este aumento de detalhe não implica um aumento absurdo no espaço ocupado por cada imagem, rondando este o dobro de uma imagem de 13 MP, embora disponha de muito mais detalhe. Infelizmente, em termos de vídeo, este sensor está bastante limitado, permitindo apenas escolher entre 720p e 480p de resolução, a 30 fps.

Ponto Final
Não sendo surpreendente em termos de desempenho nem de autonomia, o novo Wiko Upulse destaca-se pela câmara e pelo ecrã de 5,5 polegadas.

 

Antutu 3D Mark Ice Storm Unlimited PCMark 8 Work PCMark 8 Autonomia
28191 3704 3283 482 minutos

+ Super Pixel
+ Qualidade de imagem do ecrã
– Desempenho limitado


Experiência de Utilização:
5
Medições: 1,3
Preço: 1

Pontuação: 7

Distribuidor: Wiko
Site: pt.wikomobile.com
Preço: €219

Características técnicas
Processador: MediaTek MT6735 (4 x 1,3 GHz)
Memória: 3 GB
Armazenamento: 32 GB (Expansível por MicroSD)
Câmaras: 13 MP + 8 MP
Ecrã: 5,5” IPS (1280 x 720, 267 ppi)
Bateria: 3000 mAh
Dimensões: 153,5 x 77,5 x 8,5 mm
Peso: 167 gr

Categorias
MobilidadeReviews

Editor da revista PCGuia, com mais de 10 anos no mercado de publicações tecnológicas. Grande adepto de tudo o que seja tecnológico, ficção científica e quatro rodas.

Sem comentários

Deixe um comentário

*

*

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Insira o seu nome e endereço de e-mail para receber as newsletters da PCGuia