Scroll (quase) infinito vai chegar ao Google em desktop

É o fim de uma era. Os resultados de busca paginados vão desaparecer do Google.

Google

Desde que o motor de busca Google foi lançado em 1997 os resultados das procuras dos utilizadores eram organizados por páginas, com os mais relevantes na primeira página. Agora, ao fim de 25 anos, a Google vai descontinuar esta forma de apresentar os resultados e passar a usar um sistema de scroll (quase) infinito, semelhante ao usado nos feeds das redes sociais.

O anúncio foi feito através da rede social Twitter, há 2 dias e segundo a Google, esta alteração serve para que os utilizadores consigam ver facilmente mais resultados quando procuram algo na Internet.

Neste tweet, a Google diz que, os utilizadores vão poder fazer scroll por seis páginas de resultados, até aparecer um botão para mostrar mais resultados. Esta nova forma de ver os resultados das buscas vai chegar primeiro ao mercado norte-americano e apenas para resultados em inglês. Esta funcionalidade já estava disponível na versão para dispositivos móveis desde Outubro do ano passado.

Na altura, a Google disse: “Embora, muitas vezes, se consiga encontrar aquilo que se procura nos primeiros resultados, em certas alturas os utilizadores querem continuar a ver resultados”. Ainda segundo a Google, a maioria das pessoas que querem ver mais informação acedem a cerca de quatro páginas com resultados de busca e o sistema de scroll contínuo é a solução para estes utilizadores.

O scroll infinito, ou navegação contínua, já se tornou norma em boa parte da Internet, desde as redes sociais, aos blogues pessoais.