Xiaomi mostra projecto de smartphone com lentes intermutáveis Leica

Aparentemente, este projecto foi desenvolvido em simultâneo com o Xiaomi 12S Ultra.

Xiaomi_2

Em Julho, o Xiaomi 12S Ultra surpreendeu com a utilização de sensor de imagem de 1 polegada e com o anúncio do início de uma parceria com a Leica. Apesar disto, parece que a marca chinesa tem estado a trabalhar num projecto muito mais ambicioso. A Xiaomi anunciou hoje o Xiaomi 12S Ultra Concept Phone, que é muito parecido com o 12S “normal”, mas tem um segundo sensor de 50 megapíxeis com 1 polegada que está instalado no meio da zona da câmaras. Este sensor extra foi desenhado para permitir a utilização de lentes intermutáveis Leica M.

A Xiaomi usou um segundo sensor Sony IMX989, que foi instalado por baixo de uma peça feita em vidro de safira, em vez da abertura directa para o sensor que está presente nas câmaras tradicionais com lentes intermutáveis. Embora o vidro proteja o sensor, a sua presença pode interferir na forma como a luz chega ao sensor.

Xiaomi_Leica

A câmara ultra grande angular de 48 megapíxeis que estava no meio da zona das câmaras foi passada para um dos lados e ocupa agora o lugar da câmara com lente teleobjectiva periscópica.

Como se pode ver pelo vídeo publicado pela Xiaomi, para instalar a lente intermutável neste protótipo, o utilizador tem primeiro de remover o anel de protecção que está à volta da pela onde estão as câmaras e depois, através de um adaptador, a lente Leica M pode ser instalada. Embora seja um casamento interessante, o conceito de uma câmara Android não é novo. Um dos primeiros dispositivos deste tipo foi o Samsung Galaxy NX, lançado em 2013.

A Xiaomi não confirmou se este smartphone alguma vez será produzido em massa. A única coisa que se sabe é que o projecto foi desenvolvido simultaneamente com o 12S Ultra e que apenas foram produzidas 10 unidades e que cada uma custa cerca de 41 mil euros.