Samsung volta a produzir chips para Nvidia e Qualcomm, mas desta vez em 3 nanómetros

Com o início da produção de componentes semicondutores a 3 nm, a Samsung volta a conquistar a Nvidia, IBM e Qualcomm como clientes das suas fábricas.

Depois de alguma controvérsia quanto à qualidade dos chips produzidos a 8 nm para a Nvidia, e a 5 nm para a Qualcomm, parece que com o início do fabrico de componentes semicondutores usando o novo processo de 3 nm, processo esse que a Samsung já iniciou em Junho passado, que estes fabricantes terão que voltar a trabalhar com a Samsung Foundry.

Esta decisão, caso se venha a confirmar, poderá resultar de diversos factores: o facto de a Samsung já ter este processo de fabrico operacional; o aumento de custos de 20% que a TSMC quer implementar nos chips a 3 nm; na necessidade de diversificação da origem dos chips, para reduzir a dependência a fornecedores de Taiwan.

Segundo o The Korea Economic Daily, a Samsung já terá acordado com a Nvidia para o fabrico de futuros GPUs, com a IBM para a produção de novos processadores, com a Qualcomm para o fabrico de futuros SoC e com a Baidu para o fabrico de processadores de Inteligência Artificial.

No entanto, a TSMC já está prestes a iniciar também a produção de componentes semicondutores em 3 nm, com a Apple e a AMD a garantirem já importantes quotas nesse processo de fabrico.