Huawei Matebook X Pro

A Huawei decidiu abandonar os computadores cinzentos: este Matebook X Pro, uma evolução do modelo lançado há dois anos, só vai ser vendido em azul, em Portugal.

huaweiproX

O Matebook X Pro está disponível em três cores (branco, azul e cinzento), mas, no nosso mercado, a Huawei decidiu vender apenas a versão em azul. O método de pintura do chassis dá-lhe uma textura que faz lembrar borracha e é surpreendentemente agradável ao toque. Tudo isto, faz com que tenha um aspecto discreto e muito bem conseguido. O novo Matebook X Pro tem apenas entradas USB-C, cuja vantagem é reduzir muito a espessura do computador; por outro lado, isto obriga a andar com um adaptador USB-C para USB-A (que está incluído), se quiser usar uma pen drive, por exemplo.

A câmara saiu do teclado
Uma das alterações que a Huawei fez à nova geração do X foi a remoção da câmara do teclado (os modelos anteriores tinham a webcam numa tecla falsa entre a ‘F5’ e a ‘F6’); agora, surge no topo do ecrã. Gostava muito da solução anterior, mas tenho de admitir que uma câmara virada para cima, mostrava mais o queixo que a cara, quando se estava numa vídeochamada. O ecrã tem catorze polegadas (3120 x 2080), é sensível ao toque (como o modelo anterior) e oferece uma taxa de actualização de 90 Hz.

Como não podia deixar de ser, o Matebook X Pro de 2022 tem um processador Intel de 12.ª geração, um Core i7-1260P; a memória de 16 GB é a mais recente DDR 5. A gráfica é uma Intel Iris Xe, sem memória dedicada, que não permite grandes aventuras – mas, como se trata de uma máquina essencialmente para trabalhar, chega.

Toques para simplificar
Além do design, a Huawei também apostou fortemente nas funcionalidades de inteligência artificial. É o caso da AI Camera, uma funcionalidade que permite alterar o fundo da imagem ou manter os olhos do utilizador focados na objectiva, mesmo que estejam um pouco desviados. O sistema de microfones também tem uma ajudinha de IA para reduzir automaticamente a quantidade de ruído ambiente que é captado durante uma vídeochamada.

Uma das coisas de que gostei mais na minha experiência de utilização foi do Free Touch. Esta funcionalidade usa o trackpad para fazer rapidamente algumas coisas, como controlar o volume e luminosidade (arrastar um dedo de cada lado do trackpad); a reprodução de vídeo (deslizar o dedo de um lado para outro, no topo); e o meu favorito – tirar screenshot com o nó de um dedo (dois toques), como se estivesse a bater a uma porta. Esta funcionalidade já existe nos smartphones da marca há alguns anos.

No que respeita ao desempenho, o Matebook X Pro é consistente. Por exemplo, no PCMark geral, o resultado obtido coloca-o no quarto lugar de todos os portáteis deste segmento que testámos em 2022, até agora. Nos testes de bateria, em que se simula a utilização de aplicações, este computador aguentou dez horas, o que o coloca no top 10 deste ano.


Distribuidor: Huawei

Preço: €2199


Benchmarks

  • PCMark 10 Geral: 5505
  • PCMark 10 Produtividade: 6901
  • 3D Mark Wildlife: 13 326
  • PCMark 10 Bateria: 629 minutos

Ficha Técnica

Processador: Intel Core i7-1260P, dez núcleos (dois de desempenho, oito de eficiência), dezasseis thread
Ecrã: 14,2 polegadas (3120 x 2080), sensível ao toque
Memória: 16 GB DDR5
Armazenamento: 1TB SSD M.2
Placa Gráfica: Intel Iris Xe
Ligações: Bluetooth 5.2, Wi-Fi 6E, 4 x USB-C, 1 x jack de 3,5 mm
Dimensões: 310 x 221 x 15,6 mm
Peso: 1,26 kg