Chineses dizem que podem ter descoberto sinais de vida extraterrestre

De acordo com a publicação chinesa Science and Technology Daily, citada pela Bloomberg, podem ter sido detectados sinais de rádio artificiais vindos do espaço. Mas também não é descartada a possibilidade de serem apenas interferências.
China-Sky-Eye

De acordo com uma notícia da Bloomberg, os sinais de rádio, supostamente artificiais, foram detectados pelo Aperture Spherical Radio Telescope (FAST), também conhecido por Sky Eye. Este radiotelescópio tem um diâmetro de 500 metros e é o maior e mais sensível do mundo na actualidade.

O FAST está a trabalhar no projecto Breakthrough Listen do SETI (Search for Extra Terrestrial Intelligence) desde que ficou a funcionar em pleno em 2020. O observatório juntou-se ao projecto em 2016 e dois anos mais tarde recebeu equipamento próprio para poder colaborar no projecto do SETI.

Os novos sinais são diferentes dos que foram captados anteriormente e a equipa do observatório está a investigá-los, disse Zhang Tonjie, cientista chefe da equipa de busca de civilizações extraterrestres da Beijing Normal University, National Astronomical Observatory da Academia das Ciências da China e da Universidade da Califórnia, Berkeley, 

Segundo Zhang, em 2020 foram descobertos dois conjuntos de dados suspeitos, o primeiro durante o processamento de dados que foram recolhidos em 2019 e o segundo foi descoberto em 2022 durante a análise de dados de sinais captados junto de vários exoplanetas descobertos entretanto.

Mas Zhang também quis baixar a expectativas de virmos a conhecer em breve uma civilização extraterrestre: “Os sinais detectados agora podem também ser fruto de um qualquer tipo de interferência que tem de ser confirmada ou descartada, o que pode demorar muito tempo.”