Vivo V21 5G

O V21 superou todos os modelos que tínhamos já testado abaixo dos 400 euros e teve inclusive valores mais elevados que alguns modelos numa faixa de preços superior.
©PCGuia | Vivo V21
©PCGuia | Vivo V21

A Vivo entrou em Portugal com pezinhos de lã – provavelmente ainda não terá ouvido falar nesta marca de smartphones chinesa (uma campeã de vendas no Oriente, que agora chega a Portugal), muito por culpa de a aposta não ser propriamente na publicidade de massas.

Ao contrário disso, a Vivo quer centrar-se nas experiência de loja, com equipamentos disponíveis para que o público os possa experimentar e perceber quais as razões que os podem diferenciar das opções naturais e consolidadas em Portugal – falamos, por exemplo, dos smartphones da Xiaomi ou da Samsung.

Falta marketing à Vivo

Outra das apostas da Vivo foi na parceria com a Meo; há três modelos que podem comprados na loja online desta operadora (o V21 5G não é um deles), mas, mais uma vez, sem que haja um grande push de marketing que possa levar novos clientes até à “banca” da Vivo. A marca nem está listada no menu, onde aparecem a Oppo, Apple, Samsung e Xiaomi.

Desta forma, a vida da Vivo em Portugal pode ser bastante complicada de início, uma vez que sem argumentos de marketing para fazer frente aos gigantes, a marca vai apenas ter de confiar nas capacidades tecnológicas dos smartphones para fazer a diferença.

©PCGuia
©PCGuia

Mas, se a oferta de smartphones da Vivo for em linha com o que vimos (e experimentámos) no V21, a marca terá argumentos suficientes para morder os calcanhares às Samsungs e Xiaomis que estão à venda por cá.

Mais caro que parece

Apesar de, em formato, o V21 não trazer nada de muito novo ao género (até a traseira, com uma cor que vai alternando entre o rosa e o azul, com vários reflexos já foi vista na concorrência), no desempenho o caso muda de figura.

Este telemóvel tornou-se o nosso novo campeão dos benchmarks nos modelos abaixo dos 400 euros, o que nos leva a recomendá-lo sem hesitações a quem tem um orçamento em ordem com estes valores. Na verdade, quer no look and feel, quer nas capacidades gerais, o V21 parece ser muito mais caro que aparenta.

Selfies é com o V21

Uma destas impressões está na fotografia – é mesmo um dos melhores conjuntos de câmaras que vimos nos últimos tempos em Android, principalmente na de selfie, onde temos um (incrível) sensor de 44 MP, que o faz parecer um topo de gama de outra marca.

©PCGuia
©PCGuia

Na fotografia, a principal vantagem é contarmos com vários modos de ‘embelezamento’ e cenários, onde, por exemplo, são criados outlines de pessoas em várias poses para que consigamos tirar uma fotografia quase perfeita.

Uma pérola-outsider

De resto, o V21 superou todos os modelos que já tínhamos testado abaixo dos 400 euros e teve inclusive valores mais elevados que alguns modelos numa faixa de preços superior, o que nos faz acreditar que temos aqui uma espécie de pérola-outsider em forma de smartphone.

Factos são factos, e na PCGuia, os factos medem-se em benchmarks; é verdade que, em algumas situações, já dissemos que alguns resultados de testes não espelham a verdadeira qualidade de um telemóvel, especialmente em modelos com preços na ordem dos duzentos euros. Contudo, este é um bom exemplo de um smartphone em que os valores condizem com a experiência que tivemos, a todos os níveis.


Distribuidor: Vivo

Preço: €399,99 (na Worten)


Benchmarks

  • AnTuTu: 403 232
  • 3D Mark Wild Life: 1744
  • GeekBench 5 Single CPU: 556
  • GeekBench 5 Multi CPU: 1693
  • GeekBench 5 OpenCL: 2157
  • PCMark Work 3.0: 7705
  • PCMark Work 3.0 Battery: 1129 minutos

Ficha Técnica

Processador: MediaTek MT6853 Dimensity 800U
Memória: 8 GB
Armazenamento: 128 GB
Câmaras: 64 MP f/1.8 + 8 MP f/2.2 + 2 MP f/2.4 (traseiras); 44 MP f/2.0 (frontal)
Ecrã: 6,44” Amoled 90 Hz (2400 x 1080), 409 ppi
Bateria: 4000 mAh
Dimensões: 159,7 x 73,9 x 7,3 mm
Peso: 176 gr