Novos CPU AMD Ryzen 7000 chegam no outono com núcleos Zen 4 de 5 nm

A AMD falou sobre os novos processadores Zen 4 na Computext 2022.

Na conferência da AMD durante edição 2022 da Computex em Taiwan, Lisa Su, a CEO da empresa, confirmou que os novos processadores Ryzen 7000 devem começar a chegar à lojas no outono deste ano.

Os novos Ryzen 7000 vão incluir dois módulos CCX Zen 4 de 5 nm (que podem ter até 4 núcleos e oito threads cada), um módulo para I/O de 6 nm, que inclui gráficos RDNA 2, suporte para memórias DDR5, controladores PCI Express 5.0 e uma arquitectura com baixo consumo energético.

A AMD não deu muitos mais detalhes acerca dos novos processadores, mas disse que vão oferecer um aumento de 15% de desempenho no teste ‘single core’ do Cinebench R23, quando comparado com o Ryzen 5950X. Cada núcleo deve ter 1 MB de cache L2 e velocidades de relógio (modo boost) que vão para além dos 5 GHz.

Em conjunto com os novos processadores, a AMD também vai lançar um novo socket, chamado AM5. O novo encaixa de processador será do tipo LGA (Land Grip Array) com 1718 pinos, mas vai permitir continuar a usar dissipadores feitos para o socket AM4. A novas motherboard vão ter até 24 canais PCI Express 5.0 para gráficos e armazenamento, até 14 entradas USB que podem ter até 20 Gbps de largura de banda e até 4 entradas HDMI 2.1 e DisplayPort 2.

Os chipsets que utilizarão este nove encaixe serão o B650, para sistemas de gama média que permitem a utilização de soluções de armazenamento PCIe 5.0, o x670 para entusiastas que querem usar tanto armazenamento como gráficos PCIe 5.0, e o X670 Extreme para os sistemas topo de gama, com elevadas capacidades de overclock, e possibilidade de usar até duas gráficas PCIe 5.0.