Microsoft apresentou um PC com tecnologia Arm e um novo Visual Studio

A Microsoft está a preparar-se para um futuro com tecnologia Arm.

A Microsoft está a desenvolver uma versão nativa Arm64 do Visual Studio e também um mini PC para programadores baseado na mesma plataforma. A empresa vai disponibilizar uma versão de demonstração do novo Visual Studio, nas próximas semanas e espera-se que a versão final chegue depois do verão.

Embora os dispositivos Windows com Arm, como o Surface Pro X, consigam executar o Visual Studio através de emulação das instruções x64, não conseguem usar algumas funcionalidades e o desempenho também não é brilhante. Por isso, a Microsoft vai lançar uma gama completa de ferramentas de desenvolvimento nativas para a plataforma Arm64:

Full Visual Studio 2022 & VS Code
Visual C++
.NET 6 e Java modernos
NET Framework clássica
Windows Terminal
WSL e WSA para a execução de aplicações Linux e Android

Para além do software, a Microsoft, em conjunto com a Qualcomm, voltam a apostar no hardware Arm, com o lançamento de um micro computador dedicado para o desenvolvimento de aplicações. Chama-se Project Volterra,  tem um processador Snapdragon e uma unidade de processamento para tarefas relacionadas com inteligência artificial (NPU, Neural Processing Unit), para permitir o desenvolvimento de aplicações cloud com IA. 

O dispositivo em si, faz lembrar um Mac Mini e tem um design que permite empilhar vários Project Volterra em cima de uma secretária ou dentro de bastidores. A Microsoft não revelou as especificações concretas, mas o computador tem três entradas USB na parte traseira, uma entrada DisplayPort e uma entrada Ethernet RJ-45. Também tem duas entradas USB Type-C de um dos lados. A caixa do dispositivo é fabricada com plástico reciclado.

No ano passado, a Microsoft já tinha iniciado uma parceria com a Qualcomm para criar um kit de desenvolvimento para aplicações nativas Arm64 para Windows. Apesar desta colaboração, ainda não existem muitos dispositivos e aplicações com esta plataforma. Muitos programadores, usam a emulação Arm do Windows para permitir aos consumidores executarem as suas aplicações sem terem de instalar dispositivos extra.