EXCLUSIVO: o Beachcam foi alvo de um ciberataque a 6 de Maio; hackers ficaram com o controlo de «algumas» câmaras

©Beachcam / DR.
©Beachcam / DR.

O Beachcam, um site português que têm várias câmaras que fazem o livestream das praias portuguesas, foi atacado durante este fim-de-semana. Segundo Vasco Lourenço, director executivo, os hackers «acederam a várias câmaras» e assumiram o controlo das mesmas.

«Desde o passado dia 6 de Maio que o Beachcam foi alvo de um ataque informático, que incidiu sobre a rede de live cams e o seu regular funcionamento», esclareceu fonte oficial do site.

Normalmente, as câmaras deste serviço têm um movimento pré-definido que vai fazendo o livestream das praias, principalmente para mostrar a ocupação (útil para os banhistas) e as ondas (mais direccionado para surfistas); contudo, neste ataque, os cibercriminosos puderam controlar as câmaras e mostrar outras imagens, que não se vêem no feed habitual.

No domingo à tarde, a PCGuia apanhou um livestream da praia da Avencas (Linha do Estoril) em que a câmara focava banhistas com algum detalhe, no areal.

©Beachcam / DR.
©Beachcam / DR.
©Beachcam / DR.

«Assim que foi detectado o problema, o Beachcam agiu de forma imediata para conter os efeitos da situação», explica Vasco Lourenço, que garante ter o problema resolvido. «O sistema foi reforçado para que esta situação não volte a acontecer; estou há 24 anos no Beachcam e foi a primeira vez que isto aconteceu», assume o director executivo.

Vasco Lourenço lembra que o Beachcam «não guarda dados de utilizadores» (no site nem é possível fazer qualquer registo) nem gravações das câmaras – por isso, os hackers não poderão ter acesso a palavras passe ou informações pessoais de quem visita diariamente o site para ver as condições das praias.

Este ataque motivou uma queixa-crime no Ministério Público: «O Beachcam entrou em contacto com as autoridades competentes para que fosse aberto um processo de investigação de modo a apurar a origem deste acto criminoso», conclui o director executivo.