Startup nacional Sound Particles “ganha” BAFTA: o prémio de Melhor Som foi para Dune

Para ganhar o BAFTA de 'Melhor Som', Dune teve de superar a concorrência dos filmes West Side Story, Last Night in Soho, A Quiet Palce 2 e 007 - No Time to Die.
©Warner Bros. | Dune
©Warner Bros. | Dune

O filme Dune, realizado por Denis Villeneuve e que pode ser visto em Portugal na plataforma de streaming HBO Max, ganhou o BAFTA (os British Academy Film Awards) na categoria de Melhor Som.

Esta notícia podia passar despercebida, até porque é um prémio técnico, mas há um detalhe importante: os efeitos sonoros do filme foram criados com recurso ao software de uma startup nacional, a Sound Particles.

A empresa de Leiria tem um programa com o mesmo nome que permite criar ambientes sonoros para filmes, uma espécie de «Maya ou o Autocad do som», como explicou o CEO Nuno Fonseca (na foto em baixo, segundo em pé a contar da direita), em entrevista à PCGuia.

©Sound Particles
©Sound Particles | A equipa da startup de Leiria que criou o software com o mesmo nome.

Este é um prémio que se pode repetir em breve, desta vez nos mais importantes prémios de cinema a nível mundial, já em Abril: os Óscares, já que Dune também está nomeado na categoria de ‘Melhor Som’. Nuno Fonseca já tinha confessado que a empresa trabalha para chegar a este objectivo e que isso seria um «orgulho».

Para ganhar o BAFTA de ‘Melhor Som’, Dune teve de superar a concorrência dos filmes West Side Story, Last Night in Soho, A Quiet Palce 2 e 007 – No Time to Die. O filme saiu ainda da cerimónia com mais quatro prémios: Melhores Efeitos Visuais, Melhor Banda Sonora Original (com música de Hans Zimmer), Melhor Fotografia e Melhor Design de Produção.