Microsoft suspende vendas na Rússia

A Microsoft anunciou que vai deixar de vender produtos e serviços na Rússia.

Microsoft

No seguimento da invasão da Ucrânia pela Rússia, a Microsoft anunciou hoje que vai suspender todas as novas vendas de produtos e serviços na Rússia.

Segundo o artigo publicado por Brad Smith, presidente da empresa, no blogue oficial da Microsoft, a empresa está em coordenação com os governos dos Estados Unidos, Reino Unido e com a Comissão Europeia para cumprir as sanções impostas à Rússia. A empresa também se compromete a dar passos adicionais à medida que a situação evoluir.

A Microsoft tem trabalhado com o governo ucraniano na protecção das infraestruturas do país de ciberataques a cerca de 20 organizações diferentes, incluindo governamentais, financeiras e tecnológicas.

Por fim, Brad Smith também indica que a Microsoft está a trabalhar com o Comité Internacional da Cruz Vermelha e com agências das Nações Unidas na ajuda aos refugiados e a fornecer meios tecnológicos e financeiros a organizações não-governamentais.