Microsoft Flight Simulator World Update VIII: Península Ibérica já está disponível

Através do último World Update, já é possível sobrevoar Portugal, Espanha, Gibraltar e Andorra, com gráficos significativamente melhorados, 100 aeroportos e 99 pontos de interesse mais detalhados, bem como novas missões e uma nova lenda local, o hidroavião Dornier Do J.

Originalmente agendado para o dia 22 de Março, a Microsoft decidiu adiar para hoje, dia 24 de Março, o lançamento do mais aguardado World Update do popular Microsoft Flight Simulator. Este adiamento deveu-se à necessidade de simpatizar com as famílias das vítimas do voo MU5735 da China Eastern Airlines, em que um Boeing 737-800 despenhou-se, ainda sem explicação, com 123 passageiros e 9 tripulantes a bordo.

Relativamente ao World Update VIII, que foi anunciado em Janeiro durante um Live Developer Q&A entre responsáveis da Microsoft, da Asobo e a comunidade do Twitch, está já disponível a partir do Marketplace do próprio jogo, este exige a instalação da actualização mandatória 1.24.5.0, o que poderá demorar algum tempo a descarregar.

Após actualizar o jogo, deverá aceder ao Marketplace, escolhendo a opção World, World Update e clicar em World Update VIII: Spain, Portugal, Gibraltar and Andorra. De seguida deverá escolher a opção Get and Download, para aceitar a actualização do mapa e iniciar o download da mesma. Tenha em atenção que se trata de um download de grandes dimensões, com um total de 7 GB de dados.

Entre os dados revelados pelo Release Note disponibilizado pela Microsoft, foram actualizados dados de elevação de terreno e de imagem de todo o território de Portugal, Espanha, Gibraltar e Andorra, e actualizados dados de 100 aeroportos. Foram ainda criados de raíz quatro aeroportos: LESU – La Seu d’Urgell (em Andorra), LPPI – Pico (nos Açores), LPFR- Faro e LECO – A Coruña), e adicionados novos dados de fotogrametria de cidades como Lisboa, Barreiro, Málaga, Bilbao, Cascais e Coimbra.

Foram ainda criados (manualmente) 99 pontos de interesse, que vão desde os principais estádios de futebol em Portugal e Espanha, a edifícios como o Oceanário de Lisboa, a Torre de Belém, o Forte de São João Baptista nas Berlengas, Ponte 25 de Abril, o Palácio da Pena, Barragem de Alqueva, o Santuário do Bom Jesus do Monte em Braga, o Cristo Rei, a Ponte de D. Luís, entre muitos outros. Foram ainda adicionados novos passeios e cinco desafios de aterragem, um dos quais no Aeroporto do Pico.

Foi igualmente adicionado uma nova “lenda local”, o Plus Ultra, um hidroavião alemão da série Dornier Do J, que foi utilizado na primeira travessia atlântica entre Espanha (Palos de la Frontera) e a Argentina (Buenos Aires) em 1926, tendo repetido grande parte da pioneira travessia de 1922 dos portugueses Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

Para tal, Ramón Franco, Julio Ruiz de Alda Miqueleiz, Juan Manuel Durán e Pablo Rada realizaram esta viagem de 10270 km ao longo de 59 horas e 39 minutos, tendo efectuado paragens em Las Palmas, na ilha de Gran Canária, em Praia (Cabo Verde), em Fernando de Noronha, Pernambuco (Recife) e Rio de Janeiro no Brasil, e finalmente em Montevideo (no Uruguai) e Buenos Aires, na Argentina.