TP-Link Deco X60

Uma boa solução para quem necessita de ter rede sem fios em toda a casa.

Segundo a TP-Link, o Deco X60 (com dois pontos de acesso) foi criado para casas com uma área máxima de quatrocentos metros quadrados. Os kits mesh não são soluções para qualquer utilizador – é preciso ter bastante paciência para instalar e descobrir os sítios mais indicados, para que a casa fique toda coberta por Wi-Fi. Claro que as aplicações que os acompanham dão uma ajuda preciosa, porque muitas delas dão dicas para colocarmos os pontos de acesso.

Os X60 são routers Wi-Fi 6 (o novo nome da norma 802.11ax) que permitem a utilização de seis canais em simultâneo: dois para a banda dos 2,4 GHz (juntos permitem velocidades até aos 574 Mbps) e quatro para a dos 5 GHz (até 2404 Mbps). Os dispositivos Wi-Fi 6 que estejam ligados a este sistema terão, individualmente, uma velocidade máxima de 1200 Mbps na banda do 5 GHz; a restante largura de banda fica reservada para interligação dos terminais mesh.

Cada terminal têm duas entradas RJ-45 para a ligação LAN Gigabit – se o utilizador quiser, pode interligar os dois terminais com um cabo ethernet, para melhorar significativamente a qualidade da comunicação. Tal como acontece com outros kits mesh da TP-Link, também o X60 pode ser usada em modo ‘Access Point’ ou em ‘Bridge’. Embora o primeiro (modo por defeito) ofereça mais opções de funcionamento, o segundo permite que a rede sem fios se integre melhor em situações quando está presente um router de um operador que não pode ser alterado.

Também, tal como em outros kits TP-Link deste tipo, também é oferecida uma firewall para proteger a rede doméstica, controlos parentais e a possibilidade de se definirem redes para convidados. O que não se consegue configurar são as bandas de frequência que podem ser usadas, nem separar as redes de 2,4 e 5 GHz, o que limita a versatilidade deste kit, principalmente no caso dos utilizadores mais avançados.

Testei o X60 em duas situações: em linha de vista dos terminais e sem linha de vista dos terminais. Nos dois testes usei um computador portátil com Windows 11 e uma ligação à Internet de 1 Gbps. Na primeira situação consegui obter cerca de 560 Mbps de velocidade de download e 200 Mbps de upload (máximo da ligação à Internet). Na segunda, consegui 350 Mbps de download e 200 Mbps de download. Como se pode perceber, estas velocidades estão algo longe do anunciado. Isto pode ter a ver com vários factores, como a quantidade de redes Wi-Fi na vizinhança e outras interferências, como a causada por telefones sem fios, que, na sua grande maioria também trabalham na gama dos 2,4 Ghz.


Distribuidor: TP-Link

Preço: €349


Ficha Técnica

Compatibilidade rede sem fios: Wi-Fi 6 (IEEE 802.11ax/ac/n/a 5 GHz, IEEE 802.11ax/n/b/g 2,4 GHz)
Modos de funcionamento: Router Mode, Access Point Mode
Processador: CPU com quatro núcleos, 1 GHz
Ligações: 2 × RJ-45 Gigabit
Segurança: WPA-Personal, WPA2-Personal, WPA3-Personal
Dimensões: 110 × 110 × 114 mm