O Meh-taverso

A Rede Social Conhecida Agora Como Meta quer passar do pastoreio livre para a pecuária em massa, controlando todo o processo de produção, desde a criação ao abate.

META_zuckerberg
Imagem - Facebook

Mas que Meta é esta que A Rede Social inventou e quais são os seus verdadeiros objectivos? Não basta dominar a atenção de mais de meio mundo e ainda vão criar um mundo à parte para vivermos nele? E porque é que esta realidade virtual irá resultar se todas as outras tentativas fracassaram?

Por acaso é mentira. Muitos dos habitantes deste planeta passam parte dos seus dias em mundos virtuais, de Minecraft até a WoW. E outros tantos nem neste planeta vivem, dizem que têm uma forma plana de ver as coisas.

A Rede Social Conhecida Agora Como Meta quer passar do pastoreio livre para a pecuária em massa, controlando todo o processo de produção, desde a criação ao abate. Basicamente, querem-nos pôr numa Farmville e controlar todos os nossos actos. De consumo e cidadania, claro. É a economia e Mark Metaberg, Lda. não são estúpidos.

Dois anos de restrições e isto é o melhor que têm para oferecer? O metaverso tem possibilidades técnicas para andar, com o 5G e programação avançada capaz de optimizar o potencial do hardware, se o houver. Mas tem interesse humano? Temos gente a morrer para atravessar fronteiras e a brilhante ideia de 2021 é criar um mundo virtual? Será que essas tragédias passam a ser ficção na meta-realidade?

O meu lado techie está fascinado pela ideia do Metaverso. A acontecer, é uma mudança de paradigma de identidade social ainda mais forte que quando escolhemos o nick para usar no mIRC, os afortunados de nós que o puderam fazer em vez dos que têm um cadastro digital vitalício colado ao nome desde nascença. Por outro lado, meh.

Sabem que poderá haver um Disneyverso, entre outros brand-versos? O futuro parece mais uma subscrição de TVCabo. O melhor é desligar