E-SPORTS – TUDO O QUE PRECISA SABER SOBRE ESTE FENÓMENO MUNDIAL

A internet operou uma verdadeira revolução silenciosa nas nossas vidas, alterando significativamente a forma como vivemos, como comunicamos, como trabalhamos e até como consumimos. Os avanços tecnológicos, o advento dos dispositivos móveis ou a democratização das redes móveis vieram permitir manter-nos conectados quase em permanência. Hoje em dia os smartphones tornaram-se autênticas extensões do corpo humano e já ninguém consegue viver sem eles ou sem internet.

Um dos sectores que a internet veio revolucionar foi o do desporto, com o estabelecimento brutal dos e-sports, um fenómeno global que não dá sinais de abrandar. Neste momento, é já uma área mais valiosa que a maioria das modalidades desportivas tradicionais, ao encher estádios e captando uma audiência global de milhões. Até casas de apostas online, como a Betway Portugal, já disponibiliza e-sports na sua lista de modalidades. E à medida que o investimento no sector continue a aumentar, os patrocínios aumentem exponencialmente e os engenheiros informáticos criem novos jogos, a agenda dos e-sports tem tudo para continuar a crescer. Neste momento, o céu é o limite.

O QUE SÃO E-SPORTS?

Mas afinal de contas o que é isto de e-sports? A pergunta tem resposta muito simples. E-sports, que é a abreviatura de “electronic sports”, são competições internacionais de jogos de vídeo. Ou seja, os tradicionais jogos de computador, que todos nos nos habituámos a crescer com. Jogadores de todo o mundo defrontam-se nos seus jogos favoritos, como o League of Legends ou o Call of Duty, em competições que são transmitidas em streaming para todo o mundo e que enchem estádios e arenas com fãs apaixonados.

Segundo os últimos dados oficiais, os e-sports são já um sector com uma avaliação de mercado que ronda 1 biliar de dólares, tendo crescido 38 por cento só no último ano. À medida que os jogos se tornam cada vez mais realistas e imersivos e a tecnologia se torna cada vez mais avançada, os e-sports tornam-se ainda mais apelativos, conquistando novas audiências a cada dia que passa. E a recente pandemia do novo coronavirus apenas veio consolidar esta tendência crescente, levando a um aumento da procura exponencial.

UMA BREVE HISTÓRIA DOS E-SPORTS

Apesar de ser um fenómeno relativamente recente, podemos dizer que a génese dos e-sports remonta aos anos 70 do século passado, quando surgiram as primeiras competições de jogos de vídeo. Em 1972, os estudantes da Universidade de Stamford, nos Estados Unidos da América, organizaram mesmo aquele que foi o primeiro evento de e-sports, com um torneio nacional do velhinho Spacewar, que na altura ainda se jogava nas arcadas.
Nos anos 80, esses torneios já atraiam milhares de pessoas. O Space Invader, esse clássico dos jogos de vídeo, foi o primeiro jogo cujo torneio nacional ultrapassou a barreira dos 10 mil jogadores inscritos. No entanto, uma grande diferença entre esses eventos e os actuais é que, nessa altura, os jogadores competiam por alcançar a pontuação mais elevada, enquanto que hoje em dia competem entre si, uns contra os outros.

Assim, aquele que é considerado o primeiro grande evento de e-sports aconteceu em 1997, com o jogo Red Annihilation Quake, que atraiu 200 participantes nos Estados Unidos. Mas foi com a normalização dos jogos de vídeos, que deixaram de ser apenas uma coisa de nerds e geeks, e com a democratização da internet, cada vez mais rápida e estável, que os e-games descolaram a partir do século XXI. Hoje em dia, o vencedor de um evento deste género leva para casa um prémio monetário de milhares de euros, levando à profissionalização do sector e ao desenvolvimento da modalidade.

ONDE ASSISTIR?

Apesar de ser um fenómeno cada vez mais global, existem dois mercados principias no mundo no que diz respeito a e-sports. São eles o dos Estados Unidos e do Coreia do Sul. No entanto, com a tendência crescente global estima-se que estes cresçam cada vez mais na Europa, fazendo com que a breve prazo este desequilíbrio seja encurtado. Antes da pandemia, existiam mais de meio milhar de eventos internacionais por ano, se bem que é na internet, através da transmissão em streaming, que se regista a maior afluência de público. Quanto ao jogo mais popular, o League of Legends continua a ser o líder destacado. Sozinho, representa uma fatia de 5 milhões e meio de euros no bolo total da modalidade.

Para quem assiste online aos eventos de e-sorts, sites como o Twitch, o Youtube ou o Mixer continuam a ser as plataformas eleitas. Além de serem sites universais, disponíveis para todos os sistemas operacionais, são bastante intuitivas e com uma óptima experiência do ponto de vista do utilizador. No entanto, assistir a um evento destes ao vivo é uma experiência cada vez mais espectacular e imersiva, com fãs entusiastas e eventos cada vez maiores e mais imponentes.