Bip, beep!

Volto recorrentemente aos pagamentos porque, não sei se dá por isso, mas além do vencimento que a maioria de nós recebe mensalmente, tudo o resto são pagamentos.
fanjianhua/Freepik

Carne maturada. Sabe a carne maturada. Não de sessenta ou noventa dias, mas de quase uma década. Chegar a 2021 e não ver efectivamente necessidade de encher os bolsos do casaco ou dos jeans com uma carteira atafulhada de cartões, sabe a carne maturada (ou ao equivalente biológico vegan).

Volto recorrentemente aos pagamentos porque, não sei se dá por isso, mas além do vencimento que a maioria de nós recebe mensalmente, tudo o resto são pagamentos. Não que tenha especial gosto em fazê-lo, mas se o tenho de fazer, sempre desejei que fosse de forma prática e rápida. E, hoje, isso é verdade não só para o consumidor final – com o MBway a liderar, aqui no burgo – mas também com soluções inovadoras para comerciantes.

O Viva Wallet é uma delas. Presente em mais de vinte países europeus, permite que, com a sua app instalada num telemóvel Android, receba pagamentos contactless tal como um TPA. Simples, prático, barato.

Para lojistas e restauração há ainda melhor: o Biip. Como lojista, coloca à disposição do seu cliente o menu, a possibilidade de fazer o pedido e de pagar no telemóvel. Como cliente, além de não ter de esperar em fila para fazer pedido ou pagar, pode chamar o empregado de mesa; no final da refeição, pode ainda dividir a conta com os seus convivas e deixar a opinião sobre o espaço e serviço.

Exemplos de utilização do serviço vão de concertos e estádios, a chapéus de praia, food trucks ou discotecas. Sim… parece que já pode ir a um espaço com música alta, insonorizado e dançar com outras pessoas. Aproveite tudo isso e tudo isto!