Sony abranda ritmo de produção da PlayStation 5

Devido a problemas logísticos e fornecimento instável de componentes, a Sony foi obrigada a abrandar o ritmo de produção da PS5.
PS5
Imagem - SIE

Devido à enorme dificuldade no fornecimento de componentes essenciais para o fabrico da PlayStation 5, o CFO (Chief Financial Officer) da Sony, Hiroki Totoki, revelou durante uma entrevista à Bloomberg que serão obrigados a ter que reduzir o ritmo de produção da consola durante o presente ano fiscal.

Esta notícia irá ter impacto nos resultados da empresa, que esperava conseguir vender 16 milhões de consolas até Março do próximo ano, mas que terá que se contentar com “apenas” 15 milhões de PS5, o que poderá levar a que a PS5 não consiga superar os resultados obtidos pela sua antecessora, a PlayStation 4, durante o mesmo tempo de venda desde o seu lançamento.

O APU da PlayStation 5 inclui o processador e o processador gráfico da AMD.

Isto significa que o volume de vendas da PS5 para 2022 deverá ser igualmente inferior ao esperado inicialmente de 22.6 milhões de consolas, uma vez que não está previsto que os actuais problemas logísticos sejam completamente colmatados, tendo em conta a instável situação global da pandemia.

Exit mobile version