Wiko PowerU 30

Depois dos View5, a Wiko volta a bater na tecla da autonomia. Se o argumento desta gama era chegar aos três dias sem ir à carga (testámos o modelo View5 Plus e os benchmarks deram-nos 1358 minutos), a Wiko eleva agora a fasquia com a PowerU, cujo modelo 30 será o mais “duradouro”: quatro dias sem precisar de ser carregado. Como forma de dar credibilidade a esta característica, a marca acena com um ranking da DXOMark, que posiciona este terminal no segundo lugar, com 86 pontos, apenas a um do Xiaomi Redmi Note 10.

A verdade é que este tipo de afirmações acabam sempre por ser mais marketing que outra coisa, um pouco na linha do que acontece quando as marcas de automóveis anunciam os consumos, sempre apurados em circunstâncias muito controladas. É o que parece acontecer com o PowerU 30 – ainda que tenha uma autonomia de meter respeito a modelos que custam quatro vezes mais, quatro dias (96 horas / 5760 minutos) não será de certeza um valor real para o que este Wiko é capaz de oferecer. Nos nossos testes, de facto, o PowerU 30 chegou ao segundo lugar dos que têm mais autonomia, só atrás do Moto G 5G Plus: 1388 minutos contra os 1426 da proposta da Motorola. Tendo em conta que estamos a falar de um telemóvel que custa menos de duzentos euros, não podemos deixar de reconhecer que, em termos de bateria, o Wiko é uma das melhores escolhas actuais, para quem quiser um smartphone de entrada de gama.

Se na bateria estamos minimamente convencidos das capacidades do PowerU 30, no desempenho geral este modelo não está num bom nível – parece que a Wiko se esqueceu de que um smartphone tem de ser muito mais que bateria. Entre apps, menus e multitasking, sentimos sempre um arrastamento no sistema, mesmo quando havia poucas aplicações abertas. Isto é confirmado pelos resultados dos benchmarks de desempenho – por exemplo, no PCMark Work, que mede o comportamento dos terminais numa utilização para produtividade e lazer, o PowerU 30 é o telemóvel mais fraco do ano, na sua gama de preços. Em jogos, o cenário não muda: o 3DMark deu-nos 12 439 pontos, o que também acaba por confirmar o martírio que é jogar um título com gráficos de qualidade média neste Wiko.


Distribuidor: Wiko

Preço: €199


Benchmarks

  • AnTuTu: 112 974
  • 3D Mark Ice Storm Unlimited: 12 439
  • PCMark 8 Work: 5231
  • PCMark 8 Autonomia: 1388 minutos

Ficha Técnica

Processador: MediaTek G35
Memória: 4 GB
Armazenamento: 64 GB (expansível até 256 GB com MicroSD)
Câmaras: 12 MP, 2 MP, QVGA (traseiras) + 8 MP (frontal)
Ecrã: 6,82” IPS (1640 x 720), 270 ppi
Bateria: 6000 mAh
Dimensões: 173,8 x 78,6 x 9,45 mm
Peso: 214 gr

Exit mobile version