Rumores apontam para que os próximos GPU da Nvidia funcionem com velocidades até aos 2,2 GHz

Os novos chips da Nvidia devem chegar durante 2022, mas já há rumores a circular sobre as suas características técnicas.
NVIDIA_CHIP

Desde o ano passado, que se ouve falar da próxima geração de processadores gráficos da Nvidia, que vão usar a arquitectura Ada Lovelace (a Nvidia usa nomes de matemáticos e de cientistas ligados à invenção de novas tecnologias, para denominar as suas várias arquitecturas de chips). Segundo os vários rumores em circulação, os chips Ada Lovelace serão construídos segundo um método de 5 nm e devem ser lançados em 2022.

Os novos chips vão substituir os que usam a arquitectura Ampere, e serão usados nas futuras gráficas RTX da série 40, se a Nvidia mantiver a nomenclatura dos seus produtos para o mercado de consumo. Os chips serão construídos segundo o processo de 5 nm da TSMC.

Segundo uma publicação no Twitter feita por @greymon55, um utilizador que já publicou vários rumores, que acabaram por ser verdade, no topo de gama da arquitectura Ada Lovelace vai estar o chip AD102, que terá um barramento de memória de 385 bits e será compatível com memória RAM GDDR6X (tal como os da geração anterior). Os próximos chips funcionarão a uma velocidade de 2,2 GHz ou mais.

 

Numa publicação anterior, é indicado que os chips AD102 vão ter uma área de 600 mm2 e 18423 núcleos CUDA. Em comparação os chips que estão nas RTX 3090 têm apenas 10496 núcleos e funcionam a uma velocidade máxima de 1,7 GHz.

Se esta informação estiver correcta, o salto em desempenho deve ser muito grande, especialmente se se tiver em conta as optimizações de processamento que a Nvidia pode fazer, para além do aumento em número de núcleos e de velocidade de relógio. Esta informação também coloca pressão na concorrência (AMD e a recém-chegada Intel) para conseguir lançar produtos comparáveis.