Bairro: a startup portuguesa de entregas recebeu um investimento de 1,2 milhões de euros

A startup foi criada em Dezembro de 2020 por Artem Kokhan e Milana Dovzhenko - garante entregas em quinze minutos.
©Bairro
©Bairro

Não tem pedidos mínimos, nem taxa de entrega, mas está apenas disponível no centro de Lisboa. A Bairro é uma startup nacional de entregas de supermercado criada em Dezembro de 2020, por Artem Kokhan e Milana Dovzhenko, que garante serviços em quinze minutos.

Num mercado onde este tipo de plataformas começaram, em tempo de pandemia e confinamento, a apostar nas entregas de mercearia, a Bairro acena com «dois mil pedidos mensais nos primeiros quatro meses» do ano e um investimento de montra.

A startup conseguiu 1,2 milhões de euros de um «grupo de investidores privados internacionais com uma grande experiência nos sectores de retalho e delivery», dizem os fundadores.

Entre as razões que levaram os investidores a apostar na Bairro está o facto de a empresa se concentrar num espaço limitado e garantir um tempo de entrega rápido, entre quinze a trinta minutos, que os mesmos dizem ser «praticamente ausente em Portugal».

©Bairro
©Bairro | Há uma app para iOS e Android – as encomendas não têm taxa de entrega nem valor mínimo.

Na lista de parceiros da Bairro, que tem um armazém próprio fechado ao público onde estão os produtos (tal como o Glovo Market, criado em Maio de 2014), estão a PepsiCO, a Unilever e a Nestlé. Nos próximos dois anos, o objectivo passa por «expandir a gama de produtos alimentares e bens de consumo», assim como «apostar nos produtos farmacêuticos».

Este armazém fica na zona do Marquês do Pombal e as entregas são apenas feitas num raio de dois quilómetros, com um tempo máximo de entrega de meia hora. Num raio de um quilómetro, o tempo prometido é de quinze minutos.