Patriot altera componentes em módulos SSD sem avisar

Segundo declarações do fabricante, esta troca deve-se à escassez de componentes no mercado, mas garante não afectar o desempenho do SSD.
Patriot SSD VPN 100

Não é a primeira vez que um fabricante acaba por alterar alguns componentes, como os chips de memória utilizados por modelos mais acessíveis, mas ninguém tinha efectuado tantas alterações como a Patriot recentemente realizou com a gama Viper VPN100.

Segundo um utilizador no Reddit, que adquiriu um motelo de 2 TB, este veio com um controlador diferente do anunciado, e 1/4 da capacidade de memória cache. Até ao momento a Patriot tem sido um dos poucos fabricantes que anuncia todos os componentes utilizados nos seus produtos, mas desta vez, os componentes alterados não estão especificados.

Ou seja, o módulo SSD Viper VPN100 de 2TB adquirido pelo mesmo deveria utilizar um controlador Phison E12, que por sua vez utiliza 2GB de memória cache, mas em vez disso trouxe o novo controlador Phison E12S, e apenas 512MB de memória cache.

A Patriot, por sua vez, afirma que esta alteração se ficou a dever à escassez de componentes no mercado, mas garante que a troca de controlador não influencia o desempenho do módulo, que continua a oferecer 3400 MBps de velocidade de leitura sequencial, 3200 MBps de velocidade de escrita sequencial, e 700.000 IOPS, tanto para leitura como escrita.

No entanto falta a Patriot justificar como irá proceder relativamente à redução significativa na durabilidade do novo controlador, já que o Phison E12 está certificado para 3115 TBW (capacidade de gravação), com o novo Phison E12S limitado a apenas 900 TBW.