Cibersegurança. A Microsoft é a empresa mais usada do mundo para ataques de Brand Phishing

Os últimos lugares do Top 10 divulgado pela Check Point são ocupados pela Apple (1%) e Apple Paypal (0,5%).
©Christina / wocintechchat.com
©Christina / wocintechchat.com

A conclusão é da Check Point e vem no estudo Brand Phishing Report relativo ao segundo semestre de 2021. A empresa de segurança israelita diz que um dos recursos usados pelos hackers é um e-mail falso que alerta para o facto de a subscrição do Office 365 ter terminado.

No mesmo e-mail, os atacantes colocaram um link para uma página fradulenta da Microsoft, onde as vítimas tinham de fazer login com as suas credenciais – se fizessem isso, os hackers ficavam com acesso aos dados da conta.

Este foi um dos ataques de brand phishing denunciados pela Check Point e que contribuiu para que esta fosse a marca mais usada para este tipo de ataque, em todo o mundo: 45% das tentativas de roubo de dados foram feitas em nome da Microsoft.

No pódio estão ainda a transportadora DHL (provavelmente, com e-mails falsos para seguir encomendas) com 26% das tentativas e a Amazon, com 11%. Os últimos lugares do Top 10 divulgado pela Check Point são ocupados pela Apple (1%) e Apple Paypal (0,5%).