PNY reduz certificação dos SSD por causa da mineração de criptomoeda Chia

A PNY evoca a falta de chips NAND para a redução dos valores máximos de dados escritos nos seus SSD para esgotar a garantia.
PNY_SSD_2

Devido ao grande aumento da mineração da criptomoeda Chia, que utiliza um método de cálculo que envolve a utilização do espaço livre no sistema de armazenamento, a PNY reduziu significativamente a certificação de resistência dos seus SSD da família XLR8 CS3030. Em resultado disto o período de garantia também foi reduzido.

Isto acontece porque os SSD são garantidos durante um período de tempo (como outros produtos), ou quando é atingida uma determinada quantidade dados escritos na drive, definida em terabytes escritos, ou TBW. A garantia acaba quando um dos dois é ultrapassado. Como a maioria dos utilizadores médios nunca consegue atingir a quantidade de dados escritos para fazer acabar a garantia, aplica-se o tempo passado. Já aos utilizadores que fazem mineração de Chia aplica-se o inverso, porque conseguem atingir muito rapidamente o valor máximo de TBW.

A PNY disponibiliza várias opções de capacidade para a sua linha de drives SSD XLR8 CS3030, que incluem 250 GB, 500 GB, 1 TB, 2 TB e o mais recente modelo com 4 TB. Todos estes modelos são PCI Express 3.0 e conseguem taxas de transferência que chegam aos 3500 MB por segundo em leitura sequencial, dependendo do modelo.

O período de garantia de cada modelo dura cinco anos ou até atingir o máximo de dados escritos. Este último valor foi reduzido até 80 por cento em certos modelos:

PNY XLR8 CS3030 4TB: 5 anos ou 6070 TBW

PNY XLR8 CS3030 2TB: 5 anos ou 660 TBW (o valor original era 3115 TBW, o que corresponde a uma redução de 79%)

PNY XLR8 CS3030 1TB: 5 anos ou 360 TBW (o valor original era 1665 TBW, o que corresponde a uma redução de 78%)

PNY XLR8 CS3030 500GB: 5 anos ou 170 TBW (o valor original era 800 TBW, o que corresponde a uma redução de 79%)

PNY XLR8 CS3030 250GB: 5 anos ou 170 TBW (o valor original era 380 TBW, o que corresponde a uma redução de 55%)

Aparentemente, esta redução fica a dever-se principalmente ao grande aumento na mineração da criptomoeda Chia. No início de Maio, a mineração de Chia aumentou para 1 exabyte, o que causou um grande aumento na procura de drives SSD. Pouco tempo depois, o fabricante de controladores para SSD Phison avisou que a expansão da Chia podia levar a um aumento significativo do preço dos SSD.

Oficialmente, a PNY diz que a culpa desta redução é da falta de chips NAND. Devido a esta suposta falta de chips, a PNY afirma que teve de encontrar uma alternativa aos chips de memória flash NAND, que consiga oferecer o mesmo nível de desempenho que foi anunciado pela empresa para os seus produtos. No entanto, estas alternativas têm uma resistência menor que os chips NAND e a PNY reflectiu isso mesmo nos termos das garantias.