Um ano depois, a Woo dá sinais de vida e anuncia novos tarifários de Internet low-cost, a partir de dez euros

Um tarifário da Woo que em 2020 custava 23 euros, pode agora ser subscrito por 20. O primeiro mês é sempre grátis.
©Woo
©Woo

Anunciada no Verão de 2020 como a primeira operadora 100% digital do País, a Woo nasceu no seio da NOS e oferecia pacotes de Internet Móvel, Móvel + Fixa ou apenas Fixa.

Na altura do lançamento, os preços começavam nos 23 euros: era este o valor a pagar por 10 GB de dados móveis e mil créditos para chamadas ou SMS.

Tarifário de dados móveis low-cost por dez euros

Um ano depois, a Woo volta a carga, agora com novas opções de Internet móvel, com preços muito mais baixos. O mesmo tarifário que em 2020 custava 23 euros agora pode ser subscrito por menos três euros, com o dobro dos créditos (dois mil).

Este tarifário é o mais caro da Woo, mas agora temos alternativas mais acessíveis, embora com menos dados, minutos/SMS. Por exemplo, dez euros dão apenas direito a 1 GB de tráfego e mil minutos/SMS.

Por treze e quinze euros, os dados sobem para 3 e 6 GB, respectivamente; os minutos/SMS mantêm-se nos mil. O primeiro mês é sempre grátis nestes quatro tarifários e nunca há fidelização.

©Woo
©Woo | Os novos planos da Woo começam nos dez euros.

Internet Fixa + Móvel começa nos 37 euros

Nos pacotes de Internet fixa + Móvel também há novidades: o tarifário-base, que há um ano custava 45 euros, agora fica por 37 euros e traz 6 GB dados móveis/mil minutos e uma velocidade de 100 Mbps no fixo.

A alternativa é um que fica por 52 euros e que aumenta os dados móveis para os 10 GB, os minutos para os dois mil e a velocidade da net fixa para 1 Gbps. Aqui, a Woo obriga a uma fidelização de dois anos