Protecção de dados na empresa

Você ouviu falar sobre a invasão que a plataforma Twitter sofreu há pouco tempo? Em resumo, foi isso: Alguém entrou em contas de usuários famosos, pessoas como Barack Obama, e pediu doações em bitcoin. Até que a situação fosse resolvida, o responsável conseguiu fazer uma pequena fortuna.

Mas aqui vai algo que talvez você não saiba, o Twitter é uma empresa avaliada em bilhões de dólares, é o tipo de empresa que tem dinheiro o bastante para investir em segurança. Ainda assim, eles foram invadidos. É por coisas como esta que pequenas, médias e grandes empresas devem fazer uso das melhores práticas de protecção de dados. Separamos aqui algumas delas. Pode saber mais sobre o caso aqui.

Trabalhe com software livre

Software livre diz respeito a programas de código aberto que são desenvolvidos com apoio da comunidade de usuários. Linux e suas distribuições são as mais populares. Acontece que esses softwares são amplamente considerados os mais seguros, estáveis e confiáveis. Se a sua empresa puder trabalhar exclusivamente com um software livre, muitos problemas vão desaparecer automaticamente. Para começar, você não vai ter que se preocupar com vírus e problemas similares. Você não precisa usar um antivírus em um Sistema Operacional livre pois ele foi construído para que programas maliciosos não funcionem, além de ser constantemente actualizado pela comunidade de usuários.

Use os melhores antivírus disponíveis

Usar um sistema operacional livre é uma óptima ideia, mas você vai ter quer se preocupar com algumas coisas. Por exemplo, será necessário treinar seu pessoal, que na maioria das vezes só sabe utilizar Windows. Se tarefas como esta são pedir demais e você tem que seguir em frente com o Windows ou sistemas operacionais similares, confie em antivírus respeitáveis como McAfee ou qualquer outro que tem uma reputação similar. Um antivírus de boa qualidade fornecerá protecção contra ataques cibernéticos e vírus. Sempre mantenha o programa actualizado.

Entenda a Lei Geral de Protecção a Dados

Não podemos falar sobre dados de uma empresa sem falar sobre a LGPD, a Lei Geral de Protecção a Dados. No Brasil, LGPD é a legislação que regula o tratamento de dados pessoais. Uma empresa vai ter que lidar com RG, CPF, contas bancárias, endereços e muitas outras informações de seus empregados. A forma como uma empresa lida com esses dados deve estar de acordo com a LGPD.

Use um gestor de senhas

Aqui vai uma estatística assustadora. A maioria das pessoas tem uma senha para várias contas, em alguns casos, apenas uma senha para todas as contas que usa. Pode até fazer algum sentido, as pessoas não querem ter que se lembrar de várias senhas ou até temem esquecer senhas importantes. Mas, até então, a melhor solução para isto é simples: Use uma senha diferente para cada conta que possuir e armazene tudo em um gestor de senhas. O gestor de senhas é um banco de dados protegido por senha. Usando este programa, tudo o que você precisa fazer é memorizar uma única senha, a senha do gestor e assim você vai conseguir acesso a todas as suas outras senhas.

Utilize uma VPN

VPN é a sigla em inglês para Rede Privada Virtual. Redes de comunicação pública, como a internet, não são necessariamente seguras. É aí que a VPN entra, ele serve como um túnel, onde uma rede de comunicação privada é criada dentro da rede pública. Em tempos de pandemia, onde muitos trabalhadores ficam em casa, quando um deles tem que aceder o servidor da empresa, é imprudente fazer isto apenas com a internet. É em cenários como este que o VPN entra em acção.

Considerações finais

Essas foram algumas das melhores práticas de protecção de dados dentro de uma empresa. Você tem alguma dica que gostaria de compartilhar com os nossos leitores? Deixe nos comentários, você vai estar ajudando pessoas em uma situação similar com a sua. Entre em contacto se tiver alguma dica ou sugestão para os próximos artigos.