Xiaomi lança Mi11 Ultra com ecrã AMOLED integrado na câmara traseira

O novo smartphone de topo da Xiaomi utiliza um ecrã AMOLED de pequenas dimensões atrás, para tirar selfies com as avançadas câmaras traseiras.

Como já tem vindo a ser habitual em anteriores gerações, a Xiaomi acaba de revelar a versão Ultra do novo Mi11, meses depois de terem lançado o Mi11 original. Tal como este, o novo Mi11 Ultra utiliza o ecrã AMOLED da Samsung, com 6.81 polegadas, resolução QHD+ (3200 x 1440 píxeis), 120Hz de taxa de actualização e 480Hz de taxa de resposta ao toque, 1700 nits de brilho máximo e 10-bit de cores (mais de mil milhões de cores), daí a certificação HDR10+ e Dolby Vision.

A acompanhar este magnífico ecrã, a Xiaomi colocou dois altifalantes estéreo, colocados nas extremidades do equipamento, tendo esta solução sido desenvolvida em conjunto com a Harman/Kardon. Para melhor se diferenciar, este Mi11 Ultra recorre a uma estrutura metálica com acabamento cerâmico, e certificação IP68, ou seja, é à prova de poeiras e de água, até 1,5m de profundidade durante 30 minutos.

Internamente existem outras diferenças, como a bateria, que tem agora 5000 mAh de capacidade, sendo esta a primeira bateria de iões de lítio a usar ânodos de Silício de Oxigênio (Si-O2) de segunda geração, oferecendo melhorias significativas face aos ânodos tradicionais de grafite, como garantir maior densidade energética, e impedir uma rápida degradação da capacidade da bateria com os constantes carregamentos rápidos.

E por se falar em carregamentos rápidos, o novo Mi11 Ultra utiliza um novo circuito wireless de 30v, bem como um novo controlador de carga, que garante um carregamento sem fios até 67w, a mesma capacidade que o carregamento por cabo suportado pelo equipamento. Isto permite carregar a totalidade da bateria do Mi11 Ultra em apenas 36 minutos.

De resto, no interior, encontra-se o poderoso processador Qualcomm Snapdragon 888 de oito núcleos, 12GB de memória RAM LPDDR5 e 256GB de armazenamento, do tipo UFS3.1, sem possibilidade de expansão. Em termos de ligações de dados, conta com 5G em todos os espectros, e o novo Wi-Fi 6E.

Sistema de câmaras

Mas o que realmente diferencia este Mi11 Ultra de tudo o resto é na solução utilizada para as câmaras traseiras. Este sistema conta com um sensor principal Samsung GN2 de 50MP (1/1.12″ e 1.4µm por píxel) com estabilização óptica de imagem e abertura f/1.95, um sensor ultra grande angular Sony IMX586 de 48MP (1/2.0″ e 0.8µm por píxel) com abertura f/2.2, um sensor telefoto Sony IMX586 de 48MP f/4.1 (1/2.0″ e 0.8µm por píxel), sendo este de formato periscópico, garantindo um zoom óptico de 5x, híbrido de 10x e digital até 120x.

Igualmente relevante neste módulo de câmaras é a integração de um ecrã AMOLED de 1.1 polegadas (294 x 126 pixéis), que pode servir não só como monitor para tirar selfies com as câmaras traseiras, como para receber notificações, e para o ecrã Allways-on Display, sempre que tiver o smartphone virado com o ecrã principal para baixo. Não se preocupe com os riscos, este utiliza Gorilla Glass Victus.

Não sabemos ao certo quando o novo Xiaomi Mi11 Ultra chegará a Portugal, mas globalmente este equipamento deverá iniciar a sua comercialização já a 2 de Abril, com um preço recomendado de 1199 euros.