Nvidia deverá lançar RTX 3080 Ti em Maio, mas o seu GPU já está a ser utilizado

A futura GeForce RTX 3080 Ti, que utilizará um GPU diferente da RTX 3080, deverá utilizar o mesmo GPU que já está a ser usado nas actuais GeForce RTX 3090.
RTX3080

Baralhado? Já explicamos. Há já algum tempo que a Nvidia pretende lançar uma nova variante da GeForce RTX 3080, que terá uma maior capacidade de memória, e que será designada de GeForce RTX 3080 Ti, mas esta tem sido constantemente adiada. Desde os primeiros rumores que ficou patente que esta utilizaria um GPU diferente, mais próximo do GA102-300 utilizado pela RTX 3090, que o GA102-200 utilizado pela RTX 3080 tradicional.

Esta placa nova também utilizará uma maior capacidade de memória, mas em vez dos 20GB originais, tudo leva a crer que serão utilizados “apenas” 12GB. Esta teoria foi reforçada recentemente com o pedido de validação da Gigabyte, junto da EEC (Comissão Económica Euroasia), para um total de 12 modelos, das novas GeForce RTX 3080 Ti, mas com 12GB, em vez dos 20GB originalmente indicados.

Isto significa que, tal como rumores indicavam, o GPU GA102-250 será virtualmente idêntico ao GA102-300 utilizado pela GeForce RTX 3090, embora vá certamente ter algumas limitações, como uma redução no número de núcleos CUDA (para 10240), juntamente com os restantes módulos (80 núcleos RT e 320 núcleos Tensor), mas o barramento de comunicação com as memórias será o mesmo.

Ou seja, a nova GeForce RTX 3080 Ti ao utilizar 12GB de memória, em vez dos anteriormente sugeridos 20GB, significa que terá que utilizar um barramento de 384-bit, devido à utilização de 12 chips de memória GDDR6X, em vez dos 320-bit utilizados pela actual GeForce RTX 3080, que implicaria a utilização de apenas 10 chips de memória.

Como se isto não bastasse, aparentemente a Nvidia já está a produzir os novos GPU há algum tempo, mas tendo em conta que a nova placa gráfica tem sido constantemente adiada, estes GPU GA102-250 estão a ser remarcados como GA102-300, para poderem ser aproveitados já para a actual, e dispendiosa, GeForce RTX 3090, tendo a Nvidia reactivado os núcleos CUDA que tinham sido desactivados, para um total de 10496.

Para comprovar esta teoria, um utilizador da página alemã HardwareLuxx revelou que o GPU da sua RTX 3090 tem uma gravação a laser a riscar a marca GA102-250, tendo sido gravado a seguir a marca GA102-300, o modelo do GPU utilizado na GeForce RTX 3090. Ou seja, a Nvidia poderá estar a adiar o lançamento da nova placa para poder continuar a usar os novos GA102-250 naquela que é a placa gráfica mais rentável do momento, já que esta tem estado a ser vendida entre os 2000 a 3500 euros (quando disponível).

Como dizia o grande Fernando Pessa: “E esta, hein?!