Suposto código fonte de Witcher e Cyberpunk 2077 à venda por milhões

Dias depois do ataque aos servidores da CD Projekt Red, o código fonte de vários títulos da editora começou a aparecer em fóruns hackers e sites de vendas.
Cyberpunk-Loja

Os hackers que atacaram a editora de jogos CD Projekt Red esta semana estão a leiloar o código fonte, que lhes pode render milhões de dólares.

O ataque, ocorrido há poucos dias, envolveu o roubo de código fonte de títulos, como The Witcher 3 e Cyberpunk 2077. No artigo em que dá conta do ataque, a CD Projekt Red aproveitou para garantir que não tinha intenção de pagar qualquer resgate aos atacantes, mesmo que divulguem o material roubado.

Ontem foi noticiado através da conta do Twitter vx-underground, que publica artigos sobre cibersegurança, que o código fonte roubado começou a aparecer em alguns fóruns.

A primeira publicação parece incluir o código fonte do jogo de cartas virtual Gwent, e a vx-underground anunciou que os leilões do código fonte dos títulos mais valiosos vão decorrer num fórum chamado Exploit. A CD Projekt Red não confirmou se a lista de ficheiros publicada pela vx-underground é real.

No entanto, uma empresa de cibersegurança chamada KELA, especialista no fornecimento de informações de ameaças online a empresas, através da análise de sites e comunidades na dark web, afirma que há razões para crer que os leilões são reais.

A KELA diz que Victoria Kivilevich, uma das suas analistas, conseguiu descarregar alguma da informação, que lhe foi fornecida por um indivíduo que alega estar envolvido nos leilões. Kivilecich acredita que é genuína e a KELA partilhou screenshots de listas de ficheiros com o site The Verge que aparentam mostrar ficheiros que pertencem ao código fonte do motor de jogo Red Engine da CD Projekt Red.

Segundo a KELA os leilões serão para vender ficheiros do código fonte do motor de jogo e dos jogos da CD Projekt Red, incluindo The Witcher 3: Wild Hunt, do spinoff Thronebreaker: The Witcher Tales e de Cyberpunk 2077. Acredita-se também que entre o material roubado se encontrem documentos internos da empresa, embora não se saiba com certeza que tipos de documentos são.

A base de licitação para o leilão é de 1 milhão de dólares, as licitações são feitas em incrementos de 500000 dólares e o preço de compra imediata está fixado nos 7 milhões. Quem quiser participar terá de depositar 0,1 bitcoin. O leilão começará hoje às 13 horas de Moscovo e estará activo durante 48 horas depois da última licitação.