LibreOffice 7.1 Community já está disponível

Esta é a mais recente versão do conjunto de aplicações de produtividade de código aberto para o mercado doméstico.

A The Document Foundation anunciou hoje a disponibilidade do LibreOffice 7.1 Community, a versão apoiada por voluntários do conjunto de aplicações de produtividade de código aberto. O rótulo Community sublinha o facto de que esta versão não é direccionada a empresas.

Para implantações de classe empresarial, a TDF recomenda a família LibreOffice Enterprise disponibilizado pelos parceiros do ecossistema – para desktop, dispositivos móveis e para a nuvem – com opções de suporte de longo prazo, assistência profissional, recursos personalizados e outros benefícios, incluindo SLA (Acordos de Nível de Serviço).

Apesar das recomendações anteriores, um número crescente de empresas escolheram a versão apoiada por voluntários sobre a versão empresarial optimizada para suas necessidades. Tal facto teve consequências negativas para o projecto: um mau uso do tempo dos voluntários, porque tiveram de perder tempo a resolver problemas de negócio sem o devido retorno para a comunidade e uma perda líquida para empresas especializadas que fazem parte do ecossistema de negócios.

A situação criou um problema para a sustentabilidade do projecto LibreOffice, porque influiu na evolução do software. Na verdade, cada linha de código desenvolvida por empresas de ecossistema para seus clientes é partilhada com a comunidade global e isso melhora o produto e promove o crescimento da plataforma de tecnologia LibreOffice.

Tanto o LibreOffice Community, como a família de produtos LibreOffice Enterprise, são baseados na plataforma de tecnologia LibreOffice, resultado de anos de esforços para sustentar o seu desenvolvimento com o objectivo de fornecer um pacote de aplicações de escritório não apenas para desktop, mas também para dispositivos móveis e na nuvem, seguindo a evolução do mercado desde 2010.

Hoje, produtos baseados na tecnologia LibreOffice estão disponíveis para os principais sistemas operativos desktop (Windows, macOS, Linux e Chrome OS), para dispositivos móveis plataformas (Android e iOS) e para a nuvem. Eles podem ter um nome diferente, de acordo com a estratégia de marca de cada empresa, mas partilham as mesmas vantagens do LibreOffice.

Novas funcionalidades do LibreOffice 7.1 Community

As novas funcionalidades do LibreOffice 7.1 Community foram desenvolvidas por um grande número de colaboradores de código: 73% dos commits são de programadores empregados por empresas que fazem parte do Conselho Consultivo – Collabora, Red Hat e CIB / Allotropia – para atender seus clientes empresariais, além de outras organizações (incluindo TDF), e 27% são de voluntários individuais.

GERAL

• Uma nova caixa de diálogo para seleccionar o tipo de interface do utilizador, com o objectivo de escolher a melhor interface logo no início da utilização;
• Melhoria na pesquisa para encontrar o melhor tamanho de papel para um documento impresso;
• Mostra todos os ficheiros suportados ao adicionar uma nova extensão no Gerenciador de extensões;
• Visualização de impressão actualizada de forma assíncrona, para não bloquear a interface ao ajustar as configurações na caixa de diálogo de Impressão;
• Caixa de diálogo de Adições: para pesquisar, obter e instalar extensões com um clique.

Processador de texto WRITER

• Um novo Inspector de estilos para mostrar os atributos do parágrafo, estilos de caracteres e de propriedades formatadas manualmente (formatação directa);
• A âncora padrão para imagens recém-adicionadas pode ser definida nas opções usando Ferramentas ▸ Opções ▸ LibreOffice Writer;
• Capacidade para detectar caracteres Unicode, mesmo que o ficheiro de texto importado não tenha a BOM (Marca de Ordem de Byte);
• Melhoria significativa da velocidade das operações de localização/substituição.

Folha de cálculo CALC

• Adicionada uma opção para gerir a operação de colar com a tecla Enter, que pode ser activada ou desactivada nas opções em Ferramentas ▸ Opções ▸ LibreOffice Calc ▸ Geral;
• Adicionada opção para seleccionar os itens na janela do Autofiltro clicando na linha Todos os itens, além da caixa de selecção;
• Melhoria significativa de velocidade do Autofiltro e das operações de localizar / substituir.

IMPRESS E DRAW

• Possibilidade de adicionar assinaturas visíveis para arquivos PDF existentes no Draw;
• Possibilidade de alterar animações para vários objectos ao mesmo tempo no Impress;
• Adição de botões de “Pausar / Retomar” e “Sair” para o ecrã do apresentador;
• Adição de sombras suaves desfocadas mais realistas para objectos;
• Novas funções de animação baseados em movimentos realísticos e novas predefinições de efeitos de animação que os utilizam.

MACROS

• Bibliotecas ScriptForge: uma nova colecção extensível e robusta de macros para o LibreOffice a ser invocada a partir de scripts do utilizador em Basic ou Python.

O LibreOffice 7.1 Community adiciona várias melhorias de compatibilidade com ficheiros DOCX / XLSX / PPTX: melhorias nas tabelas do Writer (melhor importação/exportação, gestão de funções de tabelas, e melhor suporte para controlo de alterações em tabelas flutuantes); melhor gestão de campos calculados em cache no Writer; suporte para espaçamento abaixo do cabeçalho último parágrafo em ficheiros DOC/DOCX e melhorias de SmartArt ao importar ficheiros PPTX.

O LibreOffice oferece suporte nativo para o formato OpenDocument (ODF) – com melhores funcionalidades de segurança e compatibilidade com relação a formatos proprietários – com compatibilidade melhorada para DOCX, XLSX e PPTX. 

Migração para LibreOffice

A The Document Foundation desenvolveu um Protocolo de Migração para apoiar as empresas que mudam de conjuntos de aplicações de escritório proprietárias para o LibreOffice. O protocolo é baseado na implantação de uma versão LTS da família LibreOffice Enterprise, e com consultoria de migração e formação proveniente de profissionais certificados que oferecem soluções com valor agregado para CIOs e gerentes de TI alinhadas com ofertas proprietárias.

O LibreOffice 7. 1 Community já está disponível para download. Os requisitos mínimos para sistemas operativos são: Microsoft Windows 7 SP1 e Apple macOS 10.12.