HP compra a HyperX à Kingston

A HP quer expandir a sua presença no mercado do gaming e Kingston vai manter os negócios de memória e armazenamento.
HyperX
HyperX

Hoje foi anunciado que a HP chegou a acordo com a Kingston, para adquirir a marca HyperX por 425 milhões de dólares (cerca de 350 milhões de euros). Desde que em 2006, comprou a marca canadiana de computadores para jogos VoodooPC (que em 2014 mudou de nome para Omen, o nome de um dos computadores da VoodooPC), que a HP não fazia uma aquisição de uma empresa ou negócio relacionado com a indústria do gaming. 

Neste negócio estão apenas incluídas as linhas de produtos relacionadas com acessórios para jogos, como teclados, ratos, headsets e microfones, para PC e consolas.

De fora, ficam as linhas de produtos de memória RAM e armazenagem, que continuam a ser propriedade da Kingston. A HP espera que o negócio fique concluído no segundo trimestre de 2021.

Esta aquisição acontece numa altura de consolidação do mercado do hardware para jogos, em que a Corsair comprou a Origin PC e o fabricante de gamepads Scuf. Aparentemente, a aquisição da HyperX faz parte de uma estratégia comercial em que a venda de acessórios de gaming será alavancada pela combinação com computadores Omen da HP e ao mesmo tempo tenta manter em xeque os concorrentes. E

ste negócio também dá alguma vantagem da HP em relação a concorrentes, como a Dell e a Lenovo cujos catálogos de hardware de gaming são muito limitados, ou mesmo inexistentes.

Exit mobile version