Compras tecnológicas: Fnac tem mais reclamações e Worten é a melhor a resolver problemas

O principal problema apontado pelos consumidores é o atraso nas entregas: 4840 queixas no ano passado.
©Portal da Queixa
©Portal da Queixa

O Portal da Queixa revelou os números sobre as reclamações dos seus utilizadores sobre compras em lojas de tecnologia: no total, em relação a 2019, o número de queixas aumentou 168% em 2020.

O principal problema apontado pelos consumidores é o atraso nas entregas: 4840 queixas no ano passado. No “pódio” estão ainda as falhas de apoio/resposta (2028) e as dificuldades na reparação dos produtos (1636).

A loja campeã das queixas neste site é a Worten: em 2020, a marca do grupo Sonae foi a responsável por 3727 casos de conflito com os consumidores (mais 75% em relação a 2019).

©Portal da Queixa
©Portal da Queixa

Contudo, a Worten é também a líder no índice de satisfação do Portal da Queixa, com 80.2 pontos, o que significa que esta loja é também a melhor de um ranking partilhado pelo site, onde estão Fnac, Rádio Popular e Media Markt, com esta última a ser a pior, neste campo, com apenas 24.6.

A Fnac foi a loja que registou um maior crescimento das acusações de mau serviço pelos utilizadores do Portal da Queixa: de 2019 para 2020, houve um aumento de 119%, de 497 para 891 casos.

Este ano, e até 23 de Fevereiro, o portal diz já ter recebido 2611 reclamações sobre o serviço prestado nas lojas de tecnologia, um «aumento de 168% quando comparado com igual período de 2020», em que tinha havido 957 queixas.