Acção da Europol trava malware Emotet, mas 16% das empresas nacionais foram afectadas em Janeiro

Neste momento, a Europol está com uma acção cujo objectivo é erradicar o Emotet das empresas até 25 de Abril, com uma «desinstalação em massa».
©Arget
©Arget

De acordo com o Índice Global de Ameaças de Janeiro de 2021, o Emotet continua a ser o malware mais identificado em ataques empresariais. Este botnet começou por ser um «trojan bancário» e que, entretanto, evoluiu para um «distribuidor de outros malwares».

Segundo a Check Point, o avanço do Emotet foi contido pela actuação da Europol – a polícia europeia tomou o «controlo da infraestrutura» deste ataque no final de Janeiro, o que fez com que o impacto global desta ameaça tivesse descido: apenas 6% das empresas reportaram ataques com este botnet, a nível global.

De forma geral, a acção da Europol fez descer o número de ataques em catorze pontos percentuais, mas Portugal, o cenário não é tão animador, uma vez que o Emotet afectou «16% das empresas», um valor muito acima dos 6% internacionais.

Neste momento, a Europol está com uma acção cujo objectivo é erradicar o Emotet das empresas até 25 de Abril, com uma «desinstalação em massa».