Xiaomi quer acabar com os cabos no carregamento das baterias de dispositivos móveis

Este sistema da Xiaomi consegue carregar vários dispositivos simultaneamente sem recorrer a fios e a distâncias relativamente grandes.

A Xiaomi anunciou a ‘Mi Air Charge Technology’, um sistema de carregamento de baterias que, segundo a empresa, é capaz de carregar dispositivos sem recorrer a fios, num raio de vários metros. Os vários dispositivos podem ser carregados a uma potencia máxima de 5W e, aparentemente, a existência de obstáculos não reduz a eficácia do sistema.

A Xiaomi afirma que esta tecnologia vai funcionar com smartphones, smartwatches e pulseiras de fitness e tem como objectivo fazer com que as habitações sejam “verdadeiramente wireless”, com colunas, lâmpadas e dispositivos inteligentes a serem todos alimentados pelo mesmo sistema. No entanto, ainda não foram anunciados nenhuns produtos concretos que funcionem com esta tecnologia, nem tão pouco foi anunciada uma possível data de lançamento.

No centro da tecnologia de carregamento remoto da Xiaomi estão um sistema de posicionamento espacial e um sistema de transmissão de energia. O dispositivo de carregamento tem cinco antenas ligadas ao sistema de posicionamento que consegue detectar com precisão a localização do dispositivo a carregar. O sistema de transmissão de energia utiliza 144 antenas que transmitem energia em ondas milimétricas directamente para o dispositivo através de beamforming.

Do lado do dispositivo que recebe a energia, a Xiaomi desenvolveu uma matriz de antenas miniaturizadas que inclui antenas que transmitem um sinal que permite o posicionamento do dispositivo e 14 antenas de recepção de energia que captam as ondas milimétricas emitidas pelo dispositivo de carregamento em energia eléctrica através de um circuito rectificador.

A ideia de transmitir energia eléctrica sem recorrer a fios não é nova. Várias empresas fizeram apresentações de protótipos de dispositivos de carregamento à distância ao longo dos anos sem contudo terem chegado a apresentar produtos comerciais.

No caso da Xiaomi, apesar de já ter apresentado várias soluções técnicas para os problemas apresentados pelo carregamento remoto de dispositivos, ainda não apresentou nenhum produto comercial que as empregue. No entanto, o facto de ter um vasto portefólio de produtos móveis pode fazer com que desta vez um dispositivo deste tipo chegue mesmo ao mercado.