Microsoft Surface Laptop Go

Vale a pena comprar o novo portátil entrada de gama da Microsoft?

Esta é versão de entrada para a gama de portáteis Surface Book da Microsoft, mas não é por isso que tem menos qualidade que os seus “primos”. O chassis é todo em alumínio e o teclado é muito semelhante ao que a Microsoft oferece com o Surface Studio, só que num formato reduzido. O toque das teclas é simplesmente perfeito e o trackpad tem dimensões suficientes e é mesmo um botão e não tem um sistema de feedback háptico. O ecrã tem 12,4 polegadas, é sensível ao toque, e oferece uma resolução máxima de 1536 x 1024 com uma densidade 148 dpi de densidade. A resolução não é das mais altas, mas a grande densidade compensa, para se obter uma imagem nítida e saturada.

Poucas Ligações
No que respeita a entradas, a Microsoft não foi muito generosa. O Surface Laptop Go tem apenas uma entrada USB Type-C, uma Type-A, uma de 3,5 mm para auscultadores e a saída para a alimentação. Por isso, todas as outras ligações terão de ser feitas usando wireless, Bluetooth ou Wi-Fi.

O processador é um Intel Core i5 de 10.ª geração com quatro núcleos acompanhado de 8 GB de memória RAM DDR4 (na versão que nos foi enviada). O armazenamento está a cargo de um SSD com 256 GB, mas também estão disponíveis versões com 54 e 128 GB. O processador gráfico é o que está incluído no processador.

Obviamente, o sistema operativo é o Windows 10, mas na versão S, que apenas permite a instalação de aplicações vindas da loja oficial da Microsoft. No entanto, pode ser feita a conversão para o Windows 10 “normal” sem necessidade de se pagar um extra.

O conjunto pesa cerca de um quilo, o que o torna um dos computadores mais leves no catálogo da Microsoft.

Construção de primiera categoria
A qualidade de construção é impecável e, tal como já é tradição na Microsoft, o ecrã, principalmente nas cores, é excelente; o facto de ser sensível ao toque dá-lhe versatilidade.

No entanto, mesmo na configuração mais alta, com os tais 8 GB de memória, o desempenho desta máquina é suficiente, nunca chegando a ser brilhante. O computador é muito agradável de usar em actividades como processamento de texto, usar email, ver filmes em streaming ou criar folhas de cálculo. Qualquer coisa além disso ultrapassa rapidamente os limites de desempenho do processador e, principalmente, do processador gráfico.

O desempenho menos brilhante oferece a vantagem de a bateria durar muito mais que em computadores com um pouco mais de músculo (este Surface consegue ultrapassar as nove horas de trabalho contínuo), o que para quem trabalha é uma vantagem real.


Distribuidor: Microsoft

Site: microsoft.com

Preço: €1019


Benchmarks

  • PCMark 10: 3350
  • PCMark 10 Productivity: 4786
  • PCMark 10 Battery : 560 minutos
  • 3D Mark Cloudgate: 8269

Ficha Técnica

Ecrã: 12,4”, 1536 x 1024 (148 dpi)
Memória: 4 GB ou 8 GB de RAM LPDDR4x
Processador: Intel Core i5 de 10.ª Geração – 1035G1
Placa gráfica: Intel UHD Graphics
Armazenamento: eMMC de 64 GB; SSD de 128 GB ou 256 GB
Ligações: USB-C, USB-A, jack de 3,5 mm, porta Surface, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 6
Software: Windows 10 Home em modo S
Peso: 1,1 Kg
Dimensões: 278,18 × 205,67 × 15,69 mm

Exit mobile version