Microsoft e McAfee são empresas fundadoras da “Coligação contra o ransomware”

Foi criada uma entidade para reunir esforços de vários sectores contra a ameaça que o ransomware coloca.
Imagem de mohamed Hassan por Pixabay

Os ataques de ransomware são um problema que tem vindo a piorar nos últimos tempos. Para tentar lutar contra esta ameaça, um grupo de empresas tecnológicas, empresas de segurança e entidades sem fins lucrativos criaram uma coligação para juntar a sua experiência e esforços a que chamaram Ransomware Task Force (RTF).

Apesar de os ataques de ransomware não serem os mais comuns, o facto de os ataques se concentrarem em entidades governamentais e principalmente em entidades de saúde têm o potencial para serem muito mais perigosos que os ataques mais comuns.

A coligação foi criada pelo Institute for Security and Technology, a RTF inclui nomes grandes da indústria da tecnologia, como a Microsoft, McAfee e a Citrix e tem como objectivo a criação de uma infra-estrutura que consiga criar soluções viáveis para minimizar as ameaças de ransomware.

Segundo o anúncio publicado pelo Institute for Security and Technology: “A RTF vai avaliar as soluções existentes em vários níveis da cadeia do ransomware, identificar as falhas nas aplicações de protecção e criar um roteiro de objectivos concretos para os decisores.”

A RTF também vai encomendar estudos feitos por especialistas e envolver os responsáveis por várias indústrias para criar um conjunto de soluções certificadas.

Os 19 membros fundadores da Ransomware Task Force são:

Aspen Digital

Citrix

The Cyber Threat Alliance

Cybereason

The CyberPeace Institute

The Cybersecurity Coalition

The Global Cyber Alliance

McAfee

Microsoft

Rapid7

Resilience

SecurityScorecard

Shadowserver Foundation

Stratigos Security

Team Cymru

Third Way

UT Austin Stauss Center

Venable LLP

Espera-se que com este trabalho conjunto, as várias organizações tenham mais sucesso no que, por vezes, parece ser uma batalha perdida. Segundo Philip Reiner, director executivo do Institute for Security and Technology: “Muitos grupos têm tentado resolver este problema isoladamente por sector. Se continuarmos a funcionar assim não vamos conseguir vencer esta ameaça.”

No ano passado, os ataques de ransomware cresceram 41 por cento e os pagamentos médios feitos aos atacantes chegaram aos 155 mil euros.

Em 2020 foram atacadas muitas empresas grandes, incluindo a Carnival Corp, Canon, Garmin, Mattel e a Capcom.

O mais recente ransomware a chegar às notícias este ano foi a aplicação móvel falsa de Cyberpunk 2077.

Exit mobile version