Revelados detalhes sobre nova arquitectura Zen 3 da AMD

Embora a AMD tenha previsto o evento de apresentação da nova arquitectura Zen 3 para o dia 8 de Outubro, conforme revelámos aqui, uma fuga de informações acabou por revelar detalhes importantes sobre a arquitectura que será aplicada nos futuros processadores AMD Ryzen 4000 “Vermeer”, que serão lançados durante o final do presente ano.

Segundo os documentos revelados, os novos processadores AMD manterão a tradicional estrutura composta por unidades CCD (Core Chiplet Die) e unidades CCX (Core CompleX), embora existam mudanças nos mesmos. Cada processador terá apenas uma unidade CCD, e as unidades CCX terão até oito núcleos, que podem trabalhar em modo single ou dual thread (uma ou duas instruções por ciclo).

Isto permitirá que o processador de topo, o futuro Ryzen 9 4950X, vá utilizar uma só unidade CCD com duas unidades CCX, ao contrário do actual Ryzen 9 3950X, que utilizava dois CCD com duas unidades CCX, para disponibilizar o mesmo número de núcleos. Cada núcleo terá 512 KB de cache L2 dedicada (4 MB por CCX), e um total de 32 MB de cache L3 partilhado por CCD.

Ao colocarem a cache L3 num só CCD permitirá reduzir significativamente as latências, o que por sua vez permitirá melhorar o desempenho em termos de IPC (Instruções Por Ciclo) para todos os processadores que utilizem esta nova arquitectura. Devermos ainda assistir a melhorias no processo de fabrico que permitirá elevar as velocidades de funcionamento, e no controlador de memória de duplo canal, que passará a suportar até 512 GB de capacidade por canal, embora mantenha o suporte para DDR4 a 3200 MHz.