HardwareMacGuiaNotícias

Os novos relógios, iPad e serviços: todas as novidades da Apple para ler em cinco minutos

O novo iPad, que chega agora à sua oitava geração, é o primeiro a ter um processador neural.

Como seria de esperar, a Apple não apresentou o iPhone 12 no evento Time Flies, e reservou este evento para anunciar novos relógios (o nome do evento era bastante esclarecedor), dois iPad (a oitava geração e um Air actualizado) e mais um par de serviços.

Apple Watch Series 6

A sexta geração do relógio da Apple vem com o processador dual-core A13 Bionic, que a marca diz ser 20% mais rápido que a versão anterior. Mas as grandes novidades são duas: a integração de um medidor de oxigénio no sangue (VO2 Max) e de um altímetro.

Depois, há uma nova app para analisar o sono e uma que reconhece quando estamos a lavar as mãos e que mostra um temporizador para nos ajudar a fazer uma lavagem mais demorada (vinte segundos). A Apple adicionou ainda um novo recurso, o Family Setup, que permite configurar vários relógios a partir de um único iPhone.

Além destas estas novidades mais tecnológicas, temos novas cores de caixas (incluindo PRODUCT RED) e braceletes sem fecho (Solo Loop e Braided Loop), com vários tamanhos de pulso.
Preços e disponibilidade: 18 de Setembro, a partir de 439 euros

Apple Watch SE

Esta foi, talvez, a principal surpresa desta keynote de fim de Verão da Apple: um relógio low-cost, com o mesmo conceito do iPhone com o mesmo nome, que junta funcionalidades dos novos Series 6 com outras mais “modestas”.

©Apple

Sem a capacidade de medir os níveis de oxigénio no sangue, fazer electrocardiogramas e com o processador do Series 5, esta versão mais acessível do Apple Watch mantém o GPS, o altímetro, os sensores de queda e de aviso de batimentos cardíacos irregulares. Basicamente, o SE é um Series 5 com algumas das características do no Watch 6.
Preços e disponibilidade: 18 de Setembro, a partir de 309 euros

iPad 8

O novo iPad, que chega agora à sua oitava geração, é o primeiro a ter um processador neural (o A12 Bionic) que se tinha estreado nos iPhone X, 8 e 8 Plus em 2017.

Com um ecrã Retina de 10,2 polegadas, o iPad 8 tem Touch ID, uma autonomia de dez horas e uma câmara FaceTime de 8 MP – na verdade, as mudanças em relação ao iPad 7 são muito poucas (incluindo nas cores disponíveis), reduzindo-se basicamente à introdução do A12.
Preços e disponibilidade: 18 de Setembro, a partir de 399 euros

iPad Air

A quarta geração do iPad Air é a que se aproxima mais das capacidades do actual tablet topo de gama da Apple, o iPad Pro. O ecrã Liquid Retina tem 10,9 polegadas e o processador também tem a Neural Engine incluída, o que já acontecia com a versão anterior – contudo, agora o Air tem um A14.

Em relação à versão anterior do Air, o novo modelo tem um novo design, semelhante ao do iPad Pro, e perde o botão Home, assim como a ligação Lightning, que muda para uma USB-C. O Air é também o primeiro dispositivo móvel da marca com uma nova solução: um leitor de impressões digitais no botão on/off, em cima.

A câmara tem agora 12 MP que grava 4K (era de 8 MP e apenas 1080p no Air de terceira geração), dez horas de autonomia e compatibilidade com o Apple Pencil de segunda geração.
Preços e disponibilidade: Outubro, a partir de 679 euros

Apple One

Não é novidade que a Apple está cada vez mais a apostar nos serviços multimédia. Agora chega um plano chamado Apple One que agrega todos os disponíveis: Music, TV Plus, Arcade, News Plus (não está disponível em Portugal), iCloud e o novo Fitness Plus (também não incluído no nosso mercado).

A ideia é que, com uma única mensalidade tenhamos acesso a tudo, sem estar a pagar cada serviço de forma individual. Para isso, há duas opções: Individual (para uma pessoa, por 11,95 euros, com 50 GB no iCloud) e Família (por 16,95 euros, iCloud de 200 GB e partilha com cinco pessoas).
Disponibilidade: Outono de 2020 (a subscrição pode ser feita aqui)

Apple Fitness Plus

Outro dos novos serviços da Apple, que ainda não tem data concreta de lançamento e não vai chegar a Portugal, para já. O Fitness Plus é uma espécie de ginásio virtual, um conceito que ganhou força com o confinamento.

Especialmente criado para usar com o Apple Watch, o Fitness Plus junta uma série de exercícios em vídeo para serem seguidos um iPhone ou iPad e que mostram as métricas em tempo real no ecrã. Na lista de exercícios estão actividades como o yoga, o remo, o HIIT, dança e bike.

PCGuia

Deixe uma resposta

Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×