HardwareJogosNotíciasPCSoftware

Doom Eternal consegue chegar às 1000 FPS num PC. Mas não é para qualquer um

As 1000 FPS em Doom Eternal foram conseguidas graças a um sistema de refrigeração a azoto liquido.

Em Março, a id Software, a empresa responsável pelo jogo Doom Eternal, disse que o motor de jogo era capaz de chegar a uma taxa de actualização do ecrã de 1000 frames por segundo. O problema é que o hardware actual, mesmo o topo de gama, só consegue chegar às 250 fps a 1080p, sem qualquer tipo de aceleração.

A própria id Software apenas conseguiu atingir a marca de 400 fps com uma máquina construída por eles. Por isso, era uma incógnita se o jogo podia chegar aos números anunciados. A editora do jogo, a Bethesda decidiu ver se era mesmo possível chegar às 1000 fps.

Na realidade é mesmo possível chegar às 1000 fps em Doom Eternal, mas tem de se fazer overclocking a um PC topo de gama, isto quer dizer que o processador e o sistema gráfico têm de ser levados a velocidades que ultrapassam em muito as especificações de fábrica.

Para chegar a esta taxa de actualização do ecrã, a Bethesda usou um computador construído pela polaca x-kom que usa um processador Intel Core i7-97000K com oito núcleos que foi acelerado dos 4,9 GHz padrão até aos 6,6 GHz.

Do lado dos gráficos foi utilizada uma placa RTX 2080 Ti da Asus Republic of Gamers (ROG), tudo alimentado por uma fonte com 1200 watts, cerca do dobro da energia que a placa necessita normalmente.

Inicialmente, toda esta “artilharia” apenas conseguiu fazer com que o jogo chegasse a valores de 500 a 600 fps, por isso foi necessário usar um método de refrigeração que permitisse acelerar ainda mais os componentes sem o perigo de os danificar. A resposta foi o azoto líquido.

A utilização de refrigeração por azoto líquido não é propriamente uma novidade e é utilizado frequentemente pela comunidade de overclocking para levar os componentes de um computador a valores extremos de velocidade. Este líquido, que pode chegar aos -195 graus celsius, é despejado num recipiente de metal que está colocado em cima do processador. O líquido acaba por evaporar, mas congela o recipiente, o que mantém o processador refrigerado.

Graças a este método, a máquina foi capaz de chegar às 1000 fps e mesmo chegar às 1014 fps, sem ficar danificado.

Medidor FPS Doom Eternal
Bethesda

Apesar de tudo, o jogo só ultrapassou as 1000 fps com o jogador parado em frente a uma parede, logo era mais fácil ao computador processar os gráficos. Em jogo normal, só foi possível chegar a um máximo de 600 fps. O jogo foi executado a 720p com a renderização HDR desligada.

Ainda assim são números impressionantes e, segundo a Bethesda, é a prova de que a tecnologia de gráficos de Doom Eternal tem espaço para melhorar à medida que os utilizadores actualizam o seu hardware.

PCGuia