Apple bloqueia actualização do Facebook por anunciar “taxa Apple” nas compras dentro da aplicação

Facebook

Já não bastava a situação com a Epic Games, a Apple voltou a mostrar a sua insatisfação para com os utilizadores da sua App Store (loja de aplicações), ao bloquear a última actualização da aplicação do Facebook, simplesmente porque esta iria avisar os utilizadores que todas as compras efectuadas a partir da mesma (como bilhetes para concertos) que 30% do valor que estariam a pagar reverteria para a Apple.

A Apple não gostou, e decidiu bloquear a actualização, avisando o Facebook de que esta situação violava as condições da App Store, porque revela “informações irrelevantes para os utilizadores”. Segundo declarações da empresa de Mark Zuckerberg, esta pediu à Apple para reduzir ou retirar esta taxa, para apoiar as pequenas empresas que dependem da plataforma para divulgar os seus eventos, mas a Apple recusou o pedido.

Os responsáveis do Facebook indicaram, na reportagem na Reuters, que “Agora, mais do que nunca, deveríamos poder explicar às pessoas para onde vai o dinheiro que estas pensavam que seria exclusivamente para ajudar os pequenos negócios”, e que “Infelizmente a Apple rejeitou a nossa mensagem relativamente à taxa de 30% cobrada pela mesma, mas estamos a criar uma solução para podermos divulgar essa informação dentro da nossa aplicação.”

Esta, infelizmente, não é a primeira vez que a Apple toma este tipo de atitude, tendo já no passado aplicações e serviços que tentam explicar aos seus utilizadores as políticas da App Store. Esta situação aconteceu com serviços como o Netflix, Spotify e o Amazon Kindle, que cancelaram a possibilidade de subscrição do seu serviço dentro da aplicação móvel, para evitarem a “taxa Apple”.