Notícias

Fabricius. O novo “tradutor” do Google consegue decifrar hieróglifos egípcios

O Fabricius está integrado no Google Arts & Culture e pode ser usado para decifrar a antiga escrita pictográfica dos egípcios.

©Jeremy Zero©Jeremy Zero

Na semana em que passam 221 anos da descoberta da Pedra de Roseta pelas tropas de Napoleão Bonaparte no Egipto, a Google anuncia um novo tradutor online de hieróglifos.

O Fabricius está integrado no Google Arts & Culture e pode ser usado para decifrar a antiga escrita pictográfica dos egípcios. Aqui, e antes de passar à tradução, o Google explica primeiro o que eram os hieróglifos, para nos dar um contexto.

Depois, acedemos ao Fabricius que, segundo a Google, convida os utilizadores a «jogar e a traduzir as suas próprias palavras e mensagens em hieróglifos», que depois pode ser partilhado com outras pessoas.

Para experimentar o Fabricius aqui.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×