PCGuia

Assis Ryzen 5 NH55ACQ

O segredo para esta solução é simples, basta ter um sistema da Clevo como este da série NOVA, que recorre a um chipset e a um encaixe para processadores habitualmente utilizados em exclusivo nos computadores de secretária.

A grande novidade é que, com esta solução, tornou-se possível associar-se os cada vez mais eficientes processadores da AMD a um chassis surpreendentemente compacto. Com pouco mais de 2,7 kg e um chassis pouco maior que um habitual computador portátil com ecrã de 15,6 polegadas, dificilmente pode encontrar neste NH55A uma configuração tão potente, que envergonha muitos computadores de gaming que tendem a custar o dobro, mesmo estando equipado com uma gráfica mais acessível.

Estilo de portátil tradicional
Visualmente, este modelo Clevo da Assismática não difere muito daquilo que estamos habituados a encontrar em portáteis de gaming de maior desempenho, como um bom chassis (embora mais alto que aquele que encontramos nestes), muito por culpa da complexidade do circuito de cooling necessário para arrefecer, de forma eficaz e ruidosa, tanto o processador como o GPU.

Este incremento de altura do chassis permitiu dotar este computador de um vasto número de ligações, bem como permitir uma maior expansibilidade interna: podemos adicionar um disco rígido ou SSD SATA de 2,5 polegadas, substituir os módulos de memória RAM por maior capacidade ou maior velocidade, bem como adicionar novos módulos SSD do tipo M.2 NVMe, ou até mesmo trocar o processador por um modelo superior, já que este usa o encaixe AM4, utilizado nos computadores desktop.

Desempenho de workstation
Investigando com maior atenção os componentes escolhidos, a motherboard deste portátil conta com o conhecido chipset AMD B450, que tem a particularidade de funcionar com qualquer processador AMD Ryzen de primeira, segunda ou terceira geração. Isto, pelo menos, em teoria, já que a Clevo está a recomendar apenas três opções para este equipamento: o actual AMD Ryzen 5 3600, de seis núcleos e 3,6 GHz de velocidade (até 4,2 GHz em modo Boost); o Ryzen 7 3700X com oito núcleos; e o Ryzen 9 3900 com doze. Ou seja, tudo processadores que não ultrapassam os 65 W de TDP, limitação térmica do sistema de arrefecimento utilizado neste portátil.

Os 16 GB de memória RAM, do tipo DDR4 a 2400 MHz ajudam a explorar o potencial deste processador, bem como a placa gráfica Nvidia GeForce GTX 1660 Ti de 6 GB de memória GDDR6, especialmente se tivermos em conta que temos aqui um monitor de 15,6” de 144 Hz, ideal para adeptos de videojogos. Os resultados obtidos nos testes falam por si: foram praticamente idênticos aos obtidos num sistema desktop equipado com um processador igual. Simplesmente impressionante, especialmente tendo em conta o preço.


Distribuidor: Assismática

Site: assismatica.pt

Preço: €1199


Benchmarks


Ficha Técnica

Processador: AMD Ryzen 5 3600 a 3,6 GHz
Memória: 16 GB DDR4 2400 MHz
Armazenamento: 256 GB SSD NVMe
Placa Gráfica: Nvidia GeForce GTX 1660 Ti 6GB
Ecrã: 15,6” 144 Hz (1920 x 1080)
Ligações: 2x USB 3.1 Gen2, USB-C 3.1 Gen2, USB 2.0, HDMI, Mini DisplayPort, Gigabit RJ45, leitor de cartão MicroSD, jack 3,5 mm
Dimensões: 361 x 258 x 32,5 mm
Peso: 2,8 kg


Exit mobile version