NotíciasSoftware

Windows 7 ainda está presente em quase 30% dos PC em todo o mundo

Apesar de a Microsoft já não dar apoio técnico ao Windows 7, este sistema operativo ainda é usado em milhões de computadores em todo o mundo.

Windows-7-New01

Já passaram cinco meses desde que o Windows 7 foi declarado morto pela Microsoft, com o anúncio de que a empresa iria deixar de o actualizar nos mercados de consumo e que apenas as entidades que pagassem poderiam continuar a receber actualizações de segurança.

Apesar disto, segundo os números mais recentes divulgados pela MarketMarketShare, com 28,35% de quota de mercado em Maio deste ano, o Windows 7 ainda é o segundo sistema operativo mais usado em todo o mundo e só é ultrapassado pelo Windows 10.

O Windows 7 foi lançado em 2009 e em Janeiro de 2015 deixou de receber actualizações de funcionalidades, recebendo apenas actualizações de segurança críticas durante mais cinco anos.

A 14 de Janeiro deste ano, a Microsoft deixou de publicar e distribuir actualizações de segurança ao público em geral. Os clientes empresariais que usem as versões Professional e Enterprise do Windows 7 ainda podem receber actualizações de segurança, mas a Microsoft cobra um valor por esse serviço, que aumenta anualmente.

Pelo facto de o Windows 7 já não receber actualizações para resolver os últimos problemas de segurança que têm sido descobertos, muitas instituições ligadas à cibersegurança têm vindo a avisar os utilizadores particulares, para deixarem de usar o Windows 7 para operações bancárias online e mesmo email. Mas, apesar dos avisos, segundo a NetMarketShare, a quantidade de pessoas que ainda usam este sistema operativo tem-se mantido estável desde o início do ano.

Há um ano, o Windows 7 estava em 35 por cento dos computadores pessoais, por isso, em 12 meses, baixou cerca de pouco menos de 7 por cento. Só não tem baixado mais, porque muitas pessoas têm algumas preocupações, principalmente acerca da falta de privacidade do Windows 10, apesar de a Microsoft ter feito algum esforço para as resolver, por causa dos problemas que as várias actualizações têm causado e também pelo simples facto de haver muita gente que simplesmente não gosta do Windows 10.

Apesar disto, a adopção do Windows 10 tem vindo a crescer e já vale 53,74% do mercado e a adopção do Windows 8.1 é de apenas 3,3%. 

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×