Microsoft substitui jornalistas por Inteligência Artificial

A Microsoft decidiu não renovar o contrato de trabalho de parte da sua equipa editorial, que trabalha não só para o Microsoft News, como para o portal MSN. Ao todo foram afectados jornalistas que tinham como responsabilidade a divisão SANE (Search, Ads, News, Edge), ou seja, tinham como prioridade escolher as notícias a serem replicadas nas páginas da Microsoft, editando-as de acordo com o formato das mesmas.

Dos jornalistas afectados, 50 são dos EUA e 27 da equipa britânica, contratada pela PA Media, mas a Microsoft garantiu que todos os membros da equipa editorial que pertençam aos quadros, manterão o seu emprego. As funções desempenhadas pelos funcionários substituídos serão executadas por algoritmos, que irão identificar quais as notícias mais populares, replicando-as nas suas páginas de notícias.